Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Pesquisa ajuda preservar golfinho toninha

Camila Domit participa de pesquisa sobre as toninhas no Litoral do Paraná – foto: LEC

O ProToninhas, projeto realizado pela Associação MarBrasil em parceria com o Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) do Centro de Estudos do Mar (CEM/ UFPR), já apresenta resultados.

O projeto é patrocinado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e visa a conservação da Toninha, que está entre as espécies de golfinhos mais ameaçadas do mundo.

Na linha acadêmica o projeto conta também com o apoio de pesquisadores de outras universidades e do Projeto Toninhas, desenvolvido pela Univille (Universidade da Região de Joinville), em São Francisco do Sul, e patrocinado pelo Programa Petrobras Ambiental.

Durante o andamento da iniciativa são realizadas entrevistas com pescadores, que relatam a ocorrência da espécie no litoral do Paraná, e realizada saídas de campo para avaliar a abundância e distribuição dos animais. Com estas informações, já se pode afirmar que a Toninha tem aparecido ao longo de todas as estações do ano na região entre a Ilha do Mel e a Ilha das Peças e na Baía de Laranjeiras. Tal fato era, até então, apenas uma hipótese dos pesquisadores do projeto.

Os resultados obtidos destacam o litoral paranaense como uma importante área para a conservação da espécie. ”Na Ilha das Peças, 80% dos pescadores a identificam e, em Superagui, 40%. Entre estes, a maioria tem muitas informações sobre a Toninha e histórias de interação com os animais. As diferenças de conhecimento entre as comunidades tem relação com a área de pesca e de ocorrência”, relata Camila Domit, coordenadora do ProToninhas.

A redução populacional da Toninha, deve-se, sobretudo, à mortalidade incidental por redes de pesca e degradação do seu habitat pela poluição. Os pescadores afirmam que acidentalmente elas já caíram em suas redes de pesca, porém, a maioria diz que isso não ocorre mais nos últimos anos.

Além de ações com pescadores e expedições científicas, o projeto também atua com educação ambiental em escolas, procurando sensibilizar crianças e adolescentes quanto a Toninha e a necessidade de conservação do ambiente marinho. Uma história em quadrinhos está em fase final de elaboração e será um material de apoio na divulgação e sensibilização.

Toninha ou Franciscana, cientificamente conhecida como Pontoporia blainvillei, é a espécie de golfinho mais ameaçada na América do Sul. Na busca de sua conservação muitas ações vêm sendo feitas por diversos projetos, comunidades e instituições governamentais do Brasil, Uruguai e Argentina. Uma delas é o Consórcio Franciscana (pontoporia.org).

Leia também
Comentários
Carregando...