Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Idosa é morta na Vila Esperança

Aparecida Ramos, de 72 anos, foi morta e sua sobrinha-neta de 13 anos agredida, na manhã deste sábado (22), na Vila Esperança, em Guaratuba.

A casa onde vivia dona Aparecida Ramos, na Vila Esperança  – Foto: Rádio Litorânea

O suspeito do crime é o ex-marido de sua sobrinha, Gedeilson Silvestre, de 31 anos,  que já foi denunciado por agredir a mulher.

Socorristas do Siate do Corpo de Bombeiros foi a primeira a chegar ao local, por volta das 9h, e encontrou Aparecida já morta, com diversas perfurações no corpo. A menina, que tem deficiências e limitações de movimento nas pernas e mãos, foi ferida no rosto e encaminhada para atendimento no Pronto Socorro.

De acordo com a polícia, a mãe da menina, de 33 anos, chegou depois dos socorristas e dos policias militares e contou que tinha representado contra o ex-marido há menos de um mês por causa de violência, mas que ele havia sido solto e na madrugada de daquele sábado se encontrava muito agressivo e com sinais de embriaguez.

Segundo o site Massa News, Gedeilson Silvestre se apresentou na delegacia nesta segunda-feira (24), foi ouvido e liberado. Ele negou o crime. A delegada responsável pelo caso, Samia Coser, da Delegacia de Polícia Civil de Matinhos, pediu a prisão temporária do suspeito, mas ele fugiu e não foi encontrado até o momento. Silvestre é considerado foragido da Justiça.

É o 15º homicídio registrado em Guaratuba e o 109º no Litoral em 2018, aponta o site Agora Litoral.

Com informações da Polícia Militar / Agora Litoral /  Simone Munhoz/ Massa News

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...