Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Justiça manda pagar R$ 90 mil de cheques sem fundo de Jamur

Cheques assinados pelo ex-prefeito Miguel Jamur, falecido, continuam dando dor de cabeça para a administração municipal de Guaratuba.

Na última quinta-feira (23), o prefeito Roberto Justus foi notificado pela Justiça para pagar R$ 90 mil de quatro cheques emitidos no dia 8 de setembro de 2008 e mais 5% de honorários advocatícios. Cabe recurso.

Os quatro cheques, dois de R$ 20 mil e dois de R$ 25 mil, era pré-datados e deveriam ser resgatados em quatro datas, após as eleições em que Miguel Jamur foi derrotado: dias 15, 20, 25 e 30 de novembro de 2008. Eles foram apresentados pela empresa “União Federal Contabilidade e Assessoria Empresarial”, de Curitiba. Todos foram devolvidos por falta de fundos.

No final do governo de Miguel Jamur houve uma correria de credores tentando receber, ao mesmo tempo em que servidores viram o risco de não haver recursos para pagar os salários.

Com apoio do Ministério Público e do Judiciário, os servidores conseguiram bloquear as contas, que eram liberadas para situações emergenciais e para os salários. Mesmo assim, o 13º salário só foi quitado no início da nova gestão, da prefeita Evani Justus. Alguns servidores comissionados tiveram de entrar na Justiça para receber.

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...
error: Content is protected !!