Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

MP quer multa de R$ 1 mil para cada consumidor sem água em Antonina

A Promotoria de Justiça de Antonina propõe que a Justiça determine multa de R$ 1 mil a cada consumidor toda vez que o abastecimento de água à população for interrompido e não for regularizado em 24 horas.

Também pede outra multa de R$ 50 mil quando os serviços demorarem mais de 48 horas para serem normalizados.

Uma ação civil pública foi movida contra o prefeito e dirigentes da Samae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Antonina), empresa municipal.

Na ação, a Promotoria pede que a Samae apresente, no prazo de 30 dias, um cronograma das ações necessárias ao restabelecimento integral do abastecimento regular de água a todos os consumidores.

Foto: Samae / Divulgação

[embeddoc url=”https://www.correiodolitoral.com/wp-content/uploads/2018/12/acaocivilpublicaAgua.pdf” viewer=”google”]

 

 
Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...
error: Content is protected !!