Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Litoral do Paraná continua com 11 pontos impróprios ao banho

O terceiro boletim de balneabilidade emitido nesta sexta-feira (4) pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) mostra que não houve alteração nas condições das praias.

Dos 49 pontos monitorados semanalmente no Litoral apenas um se mantêm impróprio para banho. Além disso, outros 10 locais são considerados permanentemente impróprios para banho.

Os 10 pontos de pontos de praias na desembocadura de rios e canais Estes pontos não são recomendados para os banhistas por conta da concentração de coliformes fecais, acima do limite legal. No boletim eles estão destacados em letras maiúsculas.

Mesmo impróprios e com bandeiras vermelhas, pontos como o rio Brejatuba, canal de Caiobá e rio Matinhos são utilizados pelos banhistas. “Esses pontos devem ser evitados porque são portas de entrada para a contaminação fecal e, por apresentarem grande risco para a saúde dos banhistas, são sinalizados permanentemente impróprios”, alerta o chefe do Departamento de Apoio e Amostragens Ambientais do IAP, Álvaro Cesar de Goes.

Litoral – O terceiro boletim da temporada indica que os locais avaliados como próprios para banho na última semana se mantiveram. O banho continua não recomendado apenas na Ponta da Pita, em Antonina. “Isso ocorre porque a água recebe contribuição de esgoto proveniente de águas de lastros de navio e também de rios que recebem esgoto de toda espécie”, explica Goes.

Ao todo, são monitorados semanalmente 49 pontos na região – 13 em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, seis na Ilha do Mel, três em Morretes e dois em Antonina.

Interior – O monitoramento em 17 pontos de praias artificiais e represas na Costa Oeste e Norte do Paraná mostra que todos os pontos continuam próprios para banho. A avaliação acontece nas cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e em Primeiro de Maio.

Sinalização – O veranista pode se orientar de acordo com as bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios, que indicam se os locais estão próprios ou impróprios para banho. As bandeiras são alteradas pelos bombeiros toda sexta-feira, no período da manhã, se for necessário.

A sinalização aponta a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha indica que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho.

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...