Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Presa suspeita de faturar R$ 500 mil com golpe do aluguel

Marilucia de Fátima Ferreira de Jesus foi presa na manhã desta terça-feira (12), em Biguaçu (SC), suspeita de praticar o golpe do aluguel no Litoral do Paraná. Segundo a Polícia Civil, ela morou em Guaratuba e atuava como corretora de imóveis informal. Era natural de Ponta Grossa.

Marilucia de Fátima é suspeita de ter recebido cerca de R$ 500 mil de aproximadamente 30 pessoas que pagaram por imóveis que não existiam ou que não estavam disponíveis para alugar.

A investigação começou no final de dezembro, quando algumas vítimas procuram a Polícia Civil. “Em vários casos, as vítimas chegaram a visitar as casas, o que dá uma maior credibilidade, e chegando o dia delas entrarem na residência a casa já estava ocupada por outras pessoas, ou o proprietário não havia alugado para a vítima. Foram várias técnicas utilizadas, mas todo com o mesmo final: as casas não estavam disponíveis”, detalhou o delegado Guilherme Dias, da Delegacia de Matinhos segundo o site Massa News.

Para garantir a reserva das residências, algumas vítimas fizeram um depósito parcial e outras o depósito total, com um prejuízo aproximado de R$ 500 mil. “Ela [suspeita] entrava em contato com o proprietário do imóvel com uma suposta intenção de sublocar esses imóveis. Dizia que queria alugar por toda a temporada e, a partir dali, sublocar para as pessoas. Desta forma, ela tinha acesso à chave do imóvel, fotos, toda estrutura, e passava a fazer visitas e alugava para pessoas diferentes”, disse o delegado.

De acordo com a investigação, a suspeita agia principalmente por meio de uma “rede pessoal” que criou na cidade, em que atuava como uma “corretora informal”. Para o delegado, a melhor forma de se prevenir nestes casos é se munir de documentos que comprovem a propriedade do imóvel. “Existem casos que logicamente exigem uma maior cautela, é preciso que as pessoas procurem dados que demonstrem que a pessoa está de fato habilitada para exercer essa habilidade [de corretor], ou documentos da propriedade, como luz e água”, alertou.

A mulher, que fugiu para Santa Catarina no fim de janeiro, foi localizada em uma casa na zona rural e presa. Outro mandado de prisão contra a suspeita, expedido em Ponta Grossa, também foi cumprido na ação.

foto: Agora Litoral

Fonte: Massa News

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...