Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Vereadores tentam explicar gravação e são vaiados por professores

Os vereadores Itamar Junior e Laudi Tato foram vaiados na saída da Câmara de Guaratuba, em um protesto pacífico realizado durante a sessão, na noite desta segunda-feira (18).

Com a presença de policiais militares solicitados pelo atual presidente, vereador Cláudio Nazário, os dois vereadores subiram na tribuna para tentar explicar as gravações em que Itamar afirma que “o professor faz o político virar corrupto” por causa de pedidos de R$ 100 que seriam feitos aos vereadores. Em cinco vídeos divulgados pelas redes sociais, Tato aparece apenas uma vez, quando fala que sua mulher é professora e que “o sistema todo é assim”.

Os dois não negaram a autenticidade da gravação. Itamar tentou argumentar que a conversa está editada e fora do contexto e acabou pedindo desculpas várias vezes. Tato partiu para o ataque contra o prefeito. Não convenceram os professores e a maioria do público que lotou a Câmara.

As manifestações foram discretas durante a sessão. Ao final, os professores fizeram um coro para vaiar e “pedir” os 100 reais que Itamar citou.

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...
error: Content is protected !!