Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Macaco encontrado morto em Guaratuba não tinha febre amarela

Exame realizado pelo Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen) comprovou que o macaco encontrado morto no dia 21 na área rural de em Guaratuba não estava contaminado com o vírus da febre amarela.

De acordo com o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde, em todo o Paraná foram examinados 55 macacos mortos. Destes, foram confirmados apenas cinco ocorrências da doença. 

Os macacos não transmitem a febre amarela, eles adoecem e morrem da mesma forma que os humanos. Por isso, a morte de macacos é um sinalizador da presença do vírus na região. 

A vacinação da população é considerada pela Organização Mundial de Saúde como a forma mais eficiente de prevenir a febre amarela.

Devem ser vacinadas, em dose única, as crianças a partir de nove meses e os adultos com menos de 60 anos. Quem ainda não foi vacinado, deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Toda pessoa que não souber se foi vacinada e que tenha perdido a carteira de vacinação, deve tomar a vacina. A vacina contra a febre amarela faz parte do elenco de vacinas ofertadas em Guaratuba desde o ano de 1999.

Leia também
Comentários
Carregando...