Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Prefeituras do Litoral e Estado elaboram projetos para a pesca

A Secretaria da Pesca e Agricultura de Guaratuba desenvolve projetos que envolvam a geração de renda, com capacitação de pescadores e organização de associações, além de investir em pesquisas de reprodução de peixes.

Na tarde desta quarta-feira (22), o diretor de Pesca da Secretaria, Nilton da Silva Feltz, e outros gestores do Litoral estiveram reunidos com técnicos da Secretaria de Estado o Planejamento e Projetos Estruturantes, em Curitiba. O Estado vai apoiar as prefeituras na elaboração de propostas que serão enviadas a Brasília e que poderão resultar em investimentos na área.

Pedro Luis Sá Teles de Andrade, especialista em projetos da Coordenação de Monitoramento e Avaliação da Secretaria do Planejamento, afirma que a intenção é ajudar os municípios na criação de propostas viáveis. “Muitos estados, municípios e organizações não-governamentais perdem recursos que são disponibilizados pela União por falta de informação ou por dificuldades na elaboração de projetos”, acrescenta. O trabalho de capacitação envolve, também a Secretaria da Agricultura e Abastecimento.

As transferências voluntárias do Governo Federal são disponibilizadas na Plataforma +Brasil (antigo Siconv). Hoje há cinco programas abertos no Ministério da Agricultura, sendo dois voltados à pesca. Até o dia 18 de julho, Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná poderão apresentar projetos que envolvam, por exemplo, a compra de barcos artesanais, investimentos em infraestrutura e saneamento em vilas de pescadores, aquisição de caminhões frigoríficos, construção de fábrica de gelo, melhorias em mercados de peixes e outros.

De acordo com Andrade, com propostas bem estruturadas, aumentam as chances de aprovação em Brasília. Com o modelo de trabalho que está sendo proposto, a intenção é aumentar a quantidade de projetos apoiados pelo Governo Federal nos municípios paranaenses. De 2008 a 2019, apenas 24% das propostas apresentadas foram aprovadas.

O engenheiro de pesca Alan Muller Mendonça Xavier, da prefeitura de Paranaguá, contou que o município pretende criar uma estrutura com estaleiro para manutenção de barcos, uma fábrica de gelo e câmara de armazenamento de pescados. O projeto está orçado em R$ 6 milhões. “Já estava atrás de recursos e esse apoio do governo vai fazer toda a diferença”, afirmou.

Fausto Simão, secretário de Agricultura de Morretes, disse que veio para o encontro para receber informações e avançar no projeto de compra de equipamentos que vão ajudar as famílias que possuem ou querem investir em tanques de água doce. “Não tinha conhecimento desses recursos”, comentou.

Fonte: ANPr

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...