Paranaguá multa imóveis com criadouros de Aedes aegypti

    Foto: Prefeitura de Paranaguá / Divulgação

    Uma operação envolvendo cerca de 350 pessoas visita imóveis com criadouros do mosquito Aedes aegypti em Paranaguá.

    As equipes estão indo em locais já pré-determinados pelos agentes de endemias, que já haviam orientado os moradores ou proprietários, conforme determina a lei 527/2016. As multas variam de R$ 100 a R$ 600, dependendo da quantidade de focos encontrados.

    Além dos agentes de endemias e de saúde, secretários municipais e demais cargos comissionados, a ação envolveu ainda fiscais das secretarias de Saúde (Vigilância Sanitária), Urbanismo, Meio Ambiente e Segurança (Patrulha Ambiental). A Polícia Militar também deu o apoio necessário para a entrada nos imóveis.

    A Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) e o Núcleo Regional de Educação (NRE) também deram apoio.

    Em seu programa de rádio o prefeito Marcelo Roque dedicou todo o horário disponível para falar sobre o trabalho de fiscalização iniciado ainda no período de transição, no ano passado. “Estamos há mais de um ano tomando todas as medidas necessárias para que nossa população fique protegida, mas não estamos encontrando o apoio necessário, porque vemos que a infestação do mosquito Aedes Aegypti está aumentando. Não temos mais o que fazer a não ser multar, para que o cidadão parnanguara sinta no bolso a importância de manter seu quintal longe do mosquito”, destacou o prefeito.

    O secretário municipal de Saúde e Prevenção, Paulo Henrique de Oliveira, também acompanhou o prefeito Marcelo Roque no programa e lamentou todos os esforços para que a população fosse vacinada, mas os índices ainda não são os satisfatórios. “Chegamos a levar a vacina de casa em casa, mas teve cidadão que se recusou a tomar. É lamentável que nossa população tenha se esquecido o episódio da epidemia de dengue que tivemos no ano passado, quando foram registradas 29 mortes”, destacou o secretário.

    VACINA

    A campanha de vacinação contra a dengue termina neste sábado (11). Nesta sexta-feira as 14 unidades de saúde permanecerão aplicando as doses em horário comercial e 4 delas até 23h (Alexandra, Serraria do Rocha, Vila Garcia e Ilha dos Valadares). No sábado todos os postos abrirão as portas para atender a população.

    Comente esta notícia

    comentários