Vítima ligou para PM antes do sequestro em Pontal do Paraná

    Foto divulgada no Whatsapp

    O casal Estela e Alex Pedron sequestrado em Pontal do Paraná, na manhã desta segunda-feira (4), foi solto poucas horas depois, em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba. Os dois entraram em contato com a família e com a polícia e informaram que estão bem.

    Um grupo de vários homens armados entraram na casa deles, no balneário Canoas, por volta das 7h. Roubaram dinheiro e alguns pertences e levaram os dois como reféns.

    Eles fugiram em uma caminhonete Nissan Frontier da família, de cor prata, placas APT-7766, e um Hyundai, cor cinza, placas, AYZ-5237.

    Estela e Alex Pedron são donos da empresa Alumínios Pedron, situada no balneário Canoas.

    Sequestrador deixou cair documento na casa

    Três suspeitos foram presos ainda pela manhã pela Polícia Militar de Pontal do Paraná: Ademir Leal, de 50 anos, Vilmara Fátima dos Santos, de 38, e Acionir Alves Martins, 38. Outros dois já foram identificados e a polícia investiga uma sexta pessoa envolvida no caso.

    A prisão foi facilitada porque a vítima, Estela Pedron ligou para a Polícia Militar antes do sequestro e disse que duas pessoas rodando sua casa e ainda havia um carro estacionado próximo.

    Mesmo sem ter o nome da pessoa que telefonara, uma patrulha e uma patrulha foi até as proximidades da residência e chegou a ver um carro rondando a casa e abordou um dos suspeitos presos e levou-o ao quartel da PM. A informação é do cabo Paulo Roberto, em entrevista a Mauro Júnior da Rádio Ilha do Mel FM, de Paranaguá.

    O relato mostra uma série de erros dos sequestradores – um deles deixou cair um documento na casa e outro no carro dos sequestrados.

    Ouça o depoimento do cabo em entrevista a Mauro Júnior da Rádio Ilha do Mel (a fala começa em 20s).

     

     

     

     

     

    Mais informações em breve.

    Comente esta notícia

    comentários