Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Roberto Justus paga R$ 30 milhões de dívidas das gestões anteriores

A Prefeitura de Guaratuba foi condenada na Justiça e pagou aproximadamente R$ 1 milhão de precatórios por causa das reduções salariais indevidas e processos por danos morais a servidores no ano de 2003, informa o Jornal de Guaratuba na sua edição desta semana.

Segundo o jornal, desde janeiro de 2017, o Município pagou mais de R$ 8 milhões de precatórios e quitou mais de R$ 9 milhões de dívidas com fornecedores contraídas de 2017 pra trás. No total, a gestão do prefeito Roberto Justus já pagou mais de R$ 21 milhões em condenações judiciais e dívidas diversas oriundas de outras administrações.

O valor não inclui o rombo no regime próprio de previdência, anterior ao ano de 2009, decorrente de contribuições não pagas e de valores retirados ilegalmente do fundo de aposentadoria dos servidores municipais. De 2017 até o momento, já foram pagos, aproximadamente, R$ 8,6 milhões ao Guaraprev. Somando isso, são 29,6 milhões.

Segundo apurou a reportagem, para 2020, já estão programados o pagamento de mais R$ 4 milhões de precatórios e R$ 8 milhões de outras dívidas de administrações anteriores.

“Todo esse dinheiro sai do recurso livre da Prefeitura, que poderia ser investido em asfalto, saúde, saneamento básico, mobilidade urbana e educação, mas, infelizmente, é usado para pagamentos referentes a condenações judiciais”, destaca o jornal. “Se o Município não honrar tais obrigações, perde a certidão negativa, o que inviabiliza qualquer novo investimento na cidade”, informa.

Fonte: Jornal de Guaratuba

Leia também
Comentários
Carregando...