Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Lição que não deve ser esquecida

Para explicar e compreender a política podemos dar como exemplo as nossas relações pessoais. Como assim? Primeiro devemos pensar que não vivemos numa ilha e não somos ermitões, ou seja, dependemos de uma vida em sociedade e precisamos de contatos e auxílio em nossas tarefas diárias, por isso, posso afirmar que nenhum ser humano é autossuficiente.

Segundo, quando vivemos em sociedade, devemos entender que nem todos os seus membros têm a mesma linha de pensamento e às vezes rumam pelo caminho contrário ao do bem comum.

Terceiro, nem sempre o que parece ser, realmente não é. Quarto, sempre quando estamos em enrascadas aparecem os palpiteiros sem compromisso com a verdade, os quais apresentam soluções mágicas que são na prática impossíveis de ser concretizadas.

Quinto, sexto, sétimo… Por fim, aparecem aqueles supostos amigos que tentam te ajudar, mas na verdade estão lhe empurrando cada vez mais na desgraça e pensando somente no seu sucesso pessoal.

Desta feita, transportando estas simples assertivas a política local podemos resumir que são poucos aqueles que realmente são comprometidos com nossa cidade. Muitos das figuras que aqui surgirão nos próximos dias são os falsos companheiros que não nos apoiaram durante a dura batalha para que nossa vida melhorasse, não trouxeram para cá nenhum metro quadrado de asfalto, nenhuma cadeira sequer para nossos alunos, nenhum remédio no momento de enfermidade e de dor.

Agora muitos aparecem vendendo ilusões, mas não sabem o quanto é árduo nosso trabalho, não sabem quantas tombos tomamos no caminho, pois só nos viram em pé. Não adianta poluir nossa cidade com propagandas de promessas futuras, pois nós guaratubanos apreendemos com uma mulher de valor a diferença entre promessa e compromisso.

Aprendemos com um homem que nos representa lá na Assembleia que amar esta cidade não se resume a colocar uma sunga e tomar sol na temporada. Aprendemos com esta dupla que precisamos de amor pelo próximo e que realizações e progresso são suas marcas. Enfim, realizam muito mais do que falam.

No entanto, mesmo assim aparecerão os meninos famosos, aparecerão os neoguaratubanos, aparecerão os milagreiros de sempre, aparecerão os mentirosos novos e os antigos, aparecerão… aparecerão!!!!!!!!!

Mas posso dizer uma coisa com a experiência de vida adquirida nesta cidade e pai de dois filhos desta terra, além dos poucos 23 anos radicado aqui no bairro Piçarras, não acredito mais em duendes, prefiro continuar firme com aqueles que estão SEMPRE PRESENTES na nossa vida e correr léguas dos aventureiros que estão prestes a chegar.

Leia também
Comentários
Carregando...