Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Operação verão aponta menos ocorrências nesta temporada

O balanço dos 30 dias da operação verão aponta uma redução de praticamente todos os indicadores de criminalidade em comparação com o mesmo período do verão passado.

Os resultados foram divulgados nesta sexta-feira (24), em Matinhos, pelo coordenador-geral do Verão Maior e secretário de Estado da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, e se referem ao período entre 21 de dezembro e 20 de janeiro.

Comparando os primeiros 30 dias desta temporada com a anterior, os roubos caíram 43,75% (de 64 reduziu para 36), os furtos tiveram uma queda de 9,22% (412 foi para 374) nas cidades de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná.

Os homicídios reduziram de três para dois casos, e nas duas situações os autores dos crimes acabaram presos. Os casos de lesão corporal também tiveram queda de 19,59% (de 97 caiu para 78). Operações também foram desencadeadas com os grupos especiais (Cope e o Grupo Tigre), com o suporte aéreo do Grupamento de Operações Aéreas da Polícia Civil (GOA).

De acordo com o relatório apresentado, a Polícia Militar intensificou as ações ostensivas e fez operações nos acessos dos municípios do Litoral para impedir a entrada de drogas e armas. A média diária de encaminhamentos, prisões e lavraturas de Termos Circunstanciados nas Subáreas de Matinhos, Pontal do Paraná e Guaratuba foi de 17, totalizando 524 encaminhamentos. As abordagens e fiscalizações das equipes policiais permitiram a apreensão de 24 armas de fogo, material que poderia ser utilizado em dezenas de crimes.

Nas praias, os guarda-vidas do Corpo de Bombeiros fizeram 423 salvamentos no mar e salvaram 599 pessoas. Segundo os Bombeiros, “graças ao trabalho preventivo, os números são menores se comparados com o mesmo período do ano passado”, quando foram 498 salvamentos e 667 pessoas salvas.

O maior destaque é a redução das mortes por afogamento, que chegaram a 80% a menos (de cinco reduziu para um), o menor índice dos últimos 4 anos. Os acidentes com água-viva e caravelas mais que duplicaram no período (de 990 saltou para 3.493).

“Reduzimos esse ano o número de salvamentos em menos 15% em comparação a 2019. É uma redução bem significativa. Aumentamos o número de orientações, isso significa que estamos muito mais pró-ativos e orientativos”, disse o comandante do 8° Grupamento de Bombeiros (8°GB), major Jonas Emmanuel Benghi Pinto.

Pela Polícia Científica, houve 418 exames periciais, sendo 218 em Matinhos e 200 em Paranaguá. “A Polícia Científica faz, além do trabalho pericial, ação integrada com outras forças de segurança para prestar o melhor serviço à população”, destacou o perito criminal Michel Rodrigues.

BPMOA – Em apoio à Polícia Militar, ao Corpo de Bombeiros e a Secretaria da Saúde, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) cumpriu diversas missões, seja em operações policiais ou transportando vítimas de afogamentos e pacientes em situação grave.

Nesta temporada, o helicóptero voou 28 vezes para levar vítimas a unidades hospitalares, e atendeu 33 pessoas em ocorrências.

Rodovias – Os acidentes de trânsito nas rodovias estaduais tiveram redução de 21,1% (de 71 reduziu para 56) e uma pequena diminuição de 7,75% de pessoas feridas (de 52 para 48) de 21 de dezembro até dia 20 de janeiro deste ano comparado com o mesmo período da temporada anterior.

Acidentes envolvendo carros foram os que mais reduziram (de 70 foi para 43), ou seja, uma redução de 38,6%. As ações de combate à embriaguez ao volante resultaram em 31 infrações lavradas e 22 prisões por este tipo de crime.

Leia também
Comentários
Carregando...