Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Comandante da Polícia Rodoviária quer mudança nas lombadas da SC-417

Lombada no km 7 foi colocada para tentar reduzir acidentes causados pela rotatória mal feita.

A troca das lombadas físicas por lombadas eletrônicas em dois trechos da SC-417 (Estrada de Garuva) pode reduzir os grandes congestionamentos na saída de Guaratuba nos dias de maior movimento, durante a temporada e em feriados. Esta é a opinião do comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária do Paraná (BPRv), tenente-coronel Olavo Vianei Francischett Nunes.

O oficial coordenou pessoalmente o controle do trânsito em Guaratuba na saída da cidade nos dias que se seguiram ao Ano Novo. No dia 1º de janeiro sobrevoou de helicóptero a PR-412 e a SC-417.
O comandante constatou que existem dois gargalos nesse trecho. Os pontos de retenção ficam nas duas lombadas: no km 7 e Km 10,9.

De acordo com a análise que fez, a primeira lombada serve para evitar acidentes no trevo ao Contorno de Garuva, uma péssima solução de engenharia do Governo de Santa Catarina que provocou diversos acidentes. A segunda (km 10,9), que fica próxima do Centro de Garuva, serve para reduzir atropelamentos.

Segundo constatou, as lombadas físicas obrigam os veículos a reduzirem para 8 km/h, causando enormes congestionamentos. De acordo com o tenente-coronel, com a lombada eletrônica, a velocidade seria entre 40 ou 50 km/h.

Olavo Vianei apresentou os argumentos e protocolou um pedido ao Deinfra-SC (Departamento Estadual de Infraestrutura do Estado de Santa Catarina), órgão responsável pelas estradas estaduais. A solicitação foi encaminhada no dia 2 de janeiro, no auge da temporada e um dia em que as filas para sair de Guaratuba tinham dezenas de quilômetros nas duas saídas, Garuva e ferryboat. Até o fechamento desta matéria, ainda não houve resposta do governo catarinense.

Fonte: Jornal de Guaratuba

Leia também
Comentários
Carregando...