Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Guaratuba gasta 58% da Saúde em média complexidade

Guaratuba investe mais do dobro do valor obrigatório em Saúde e mais da metade dos recursos são destinados aos serviços de média complexidade: 58,71% do total, em 2019. A atenção básica, que é a responsabilidade do Município, consome 24%.

A média complexidade (Hospital Municipal, Pronto Socorro, Centro de Especialidades, Samu e Centro de Atenção Psicossocial) recebeu mais de R$ 24 milhões no ano passado.
Em atenção básica, o atendimento inicial realizado nas Unidades Básicas de Saúde e Saúde da Família, foram aplicados R$ 10 milhões.

Em Vigilância em Saúde, foram R$ 2 milhões e em Gestão em Saúde (Farmácia, Tratamento Fora de Domicílio, Transporte de pacientes, atenção psicossocial, almoxarifado, Conselho de Saúde e serviço de nutrição), cerca de R$ 5 milhões.

Os dados foram divulgados durante audiência pública para demonstração e avaliação do Plano Municipal de Saúde, na sexta-feira (28). A Prefeitura gastou R$ 31 milhões de recursos próprios no setor: R$ 16 milhões a mais do mínimo. No total, foram mais de R$ 41 milhões.

Atendimentos

Todos os recursos possibilitam ampliar e melhorar a qualidade do atendimento. Só no último ano, foram 1.600 encaminhamentos para Tratamento Especializado Fora do Domicílio, 55.810 atendimentos nas UBS, 15.113 atendimentos médicos no Pronto Socorro, mais de 7.366 no Centro de Especialidades, 4.269 no Hospital Municipal, e 727 no Samu.

Leia também
Comentários
Carregando...