Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Festa “clandestina” tinha menores, bebidas e drogas em Matinhos

Uma festa com cerca de 60 pessoas foi interrompida na noite deste sábado (23), na Vila Nova, próximo ao bairro Tabuleiro, em Matinhos, pela Polícia Militar e por equipes da Prefeitura.

A informação é da Polícia Militar e da página Comunica Matinhos. Conselho Tutelar, Fiscalização Municipal, Guarda Civil Municipal, Secretaria de Meio ambiente, Saúde, Comunicação e PM participaram da ação, que aconteceu por volta das 22h30. De acordo com a página, foram encontradas pessoas “sem máscaras, menores, drogas, maconha, crak, cocaína e êxtase”. A PM confirma que havia “tráfico de drogas e fornecimento de bebida alcoólica para menores de idade”.

Na imagem do convite mostrado pelo Comunica Matinhos, havia a informação de que a entrada custava R$ 15,00 e que começaria às 19h, mas “hora pra acabar não vai ter”. Haveria bebidas para vender, além de 5 quartos e 2 suítes “para vocês de acabarem” e “tudo liberado”. Também sugere as pessoas a levar trajes de banho “porque vai ter piscina” e avisa para “não levar absolutamente nada para vender lá dentro, apenas para consumo porque vai ter gente vendendo as coisas no interior da festa.

Com um homem de 23 anos, foi encontrada uma pequena quantia de maconha, sendo encaminhado até o quartel da PM para confecção de Termo Circunstanciado. Em um dos quartos foi encontrado “um pedaço grande de crack, pesando 9,3 gramas, além de um tablete de maconha”. Em outros cômodos da casa, foram encontrados mais pedaços pequenos da mesma droga, totalizando 26 gramas do entorpecente.

Três pessoas foram identificadas como responsáveis pela festa, sendo um homem de 21 anos, uma mulher de 38 anos e uma adolescente de 16 anos. Com o homem, foi encontrado a quantia de R$ 642,00 da cobrança da entrada dos participantes.

Várias garrafas com bebida alcoólica, que estavam sendo servidas aos menores de idade, foram apreendidas pelas equipes e os três responsáveis pela festa foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil pelo fornecimento de bebida alcoólica a menores de 18 anos, além da desobediência ao Decreto Municipal 318/2020, que estabelece normas para evitar o contágio e a proliferação do coronavírus.

A mulher encaminhada também deverá responder pelo crime de tráfico de drogas. Também foi encaminhado um homem, de 42 anos, que de acordo com os fiscais da prefeitura, estava realizando tatuagens em pessoas no imóvel, contrariando o decreto supracitado, caracterizando uma contravenção penal de desobediência.

 

Leia também
Comentários
Carregando...