Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Fim da quarentena movimenta ruas e preocupa Ministério Público

Na próxima terça-feira (21) termina a quarentena restritiva de 14 dias que o governo estadual determinou para o Litoral para conter o aumento da covid-19.

De acordo com o Decreto 4942/20, ele pode prorrogar as medidas por mais uma semana nos sete municípios abrangidos pela 1ª Regional de Saúde. Não foi o que ele fez nas outras sete regionais, que tiveram os 14 dias vencidos nesta terça (15). As 134 cidades voltaram ao normal e cada prefeito teve de fazer a sua norma sobre o funcionamento do comércio e outras atividades.

Em Curitiba, o prefeito Rafael Greca liberou várias atividades não essenciais, mas algumas atividades continuaram proibidas. O comércio em geral só pode funcionar das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira, sendo proibida a abertura aos sábados e domingos.

Academias e locais de práticas desportivas continuam fechados, assim como os parques e espaços públicos de lazer. Missas e cultos presenciais continuam proibidos, sendo permitidos apenas pela internet ou pelo sistema drive-in. Atividades administrativas e atendimentos de assistência religiosa individual podem continuar sendo feitos, desde que respeitadas as regras de distanciamento social.

A decisão do governo estadual de não prosseguir com as medidas restritivas, foi criticada pelo Ministério Público Estadual, que destacou que questionou a ausência de indicativos que justifiquem tal decisão. O número de casos continuam aumentando velozmente no Estado.

Na volta do comércio, nesta quarta-feira (15), as ruas de Curitiba ficaram cheias bem cedo, como mostram as imagens do fotojornalista Eduardo Matysiak no calçadão da Rua XV e avenida Luiz Xavier. O uso correto de máscara e o distanciamento não são regras seguidas rigorosamente como se vê.

Leia também
Comentários
Carregando...