Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Assessora denuncia vereador por rachadinha e depois nega tudo

Imagem: Reprodução da TVCI

Uma assessora denunciou o vereador Gerson da Silva Júnior, de Matinhos, por rachadinha (divisão do salário com o político) e assédio sexual e depois negou tudo. Thalia de Fatima Burdzinski, de 22 anos, fez as denúncias na Delegacia da Polícia Civil e voltou para dizer que havia sido pressionada a mentir por pessoas de um grupo político, que não disse qual era.

A jovem chegou a gravar uma suposta rachadinha, quando entregou R$ 2 mil,  a metade do salário, ao vereador. Entregou a gravação à TVCI, de Paranaguá, que deu ampla cobertura ao caso. Depois gravou um vídeo dizendo que era tudo mentira. Segundo a nova versão, os R$ 2 mil que entregou ao vereador no portão da casa dele era o pagamento de um empréstimo.

Mesmo com o “desmentido”, o inquérito policial tem de continuar. A Câmara também divulgou uma nota oficial:

Comunicado da Câmara de Matinhos 

Considerando as informações noticiadas através de canais de televisão e também através das redes sociais envolvendo uma possível prática de concussão (“rachadinha”) e assédio sexual envolvendo um dos Vereadores desta Casa de Leis;

Considerando especialmente os boletins de ocorrência e as imagens divulgadas;

A Câmara Municipal de Matinhos vem a público informar que de maneira alguma compactua ou aceitará qualquer ato ímprobo por parte de seus integrantes e que analisará o caso e tomará as medidas legais necessárias à elucidação das acusações com a adoção dos procedimentos legais e regimentais cabíveis de forma a garantir a transparência e a dignidade de seus trabalhos perante a sociedade.

Mario Braga Neto – presidente
Rodrigo Gregório dos Santos – vice-presidente
Nívea Carraro Gurski – 1ª secretária
Milton dos Santos – 2° secretário

Gerson da Silva Júnior tratou do assunto na sessão da Câmara da segunda-feira (31). Assista o trecho:

Leia também
Comentários
Carregando...