Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Tempestade Raoni vai afetar litoral até quinta-feira

O Centro de Hidrografia da Marinha, em colaboração com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) e com o Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica da Força Aérea Brasileira (CIMAER/FAB), informa que na noite de segunda-feira (28) houve a formação de um ciclone subtropical em alto-mar, na posição 35°S 050,2°W, a aproximadamente 160 milhas náuticas (310 km) a sudeste da costa do estado do Rio Grande do Sul. 

O sistema foi classificado como tempestade subtropical, sendo atribuído o nome “Raoni”, com ventos estimados de 45 nós (83 km/h), nos setores sudoeste e oeste; e de 40 nós (74 km/h), nos setores noroeste e norte do sistema. Seu deslocamento é previsto para nordeste até a noite de quarta-feira (30). A expressão “Raoni” significa “grande guerreiro” em tupi-guarani.

São esperados ventos intensos nas proximidades do litoral do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná e de São Paulo, podendo atingir 55 nós (102 km/h), em alto-mar; e 40 nós (74 km/h) junto à costa, durante todo o período de atuação do ciclone. Há previsão de mar grosso a alto, com alturas de ondas entre 3 e 7 metros em alto-mar. 

Além disso, há condições favoráveis à ocorrência de ressaca, na costa dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, ao sul de Florianópolis, com ondas entre 2,5 e 3 metros, até a noite de quarta-feira; e no estado do Rio de Janeiro, entre a cidade do Rio de Janeiro e Cabo de São Tomé, com ondas entre 2,5 e 3 metros de altura, entre a tarde de hoje e a tarde de quinta-feira (1º). 

Leia também
Comentários
Carregando...
error: Conteúdo protegido!