Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Vereador de Matinhos acusado de rachadinha é afastado por 90 dias

Por 6 votos a 3, a Câmara Municipal de Matinhos decidiu, na noite desta segunda-feira (5), afastar por 90 dias o vereador Gerson da Silva Junior (PL) enquanto uma Comissão Processante analisa se cassa seu mandato.

Dr Gerson, como é conhecido, foi acusado por uma assessora, Thalia de Fatima Burdzinski, de exigir que ela devolvesse parte do seu salário e ainda por assédio sexual. Ela chegou a gravar a denúncia e a entrega de R$ 2 mil ao vereador. Depois gravou outro vídeo afirmando que era mentira e que havia sido pressionada por “um grupo político”.

Uma  CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) foi montada para investigar o caso. O presidente da CPI, Miltinho Ribeiro (Podemos) teve o carro baleado enquanto dormia em uma casa em Guaratuba e chegou a insinuar que o suposto atentado teria relação com a investigação. Miltinho foi um dos que votaram contra o recebimento da denúncia. O relator da CPI, Luis Pesco (PSC) votou a favor. Apenas o presidente da Câmara, Mário Braga, e o acusado, Dr. Gerson, não votaram.

Confira os votos: 

A favor de receber a denúncia, instalar Comissão Processante e afastar o vereador: Elton Lima (PSC), Leleu (PSL), Lucas Pesco (PSC), Níveia Gurski (PSD), Jair Pescador (PL), Rodrigo Gregorio (Podemos). Contra: Almir Leite (Pros), Marcio do Seda (PL) e Miltinho Ribeiro (Podemos).

A Comissão Processante foi composta pelos seguintes vereadores:  Almir Leite (presidente), Elton Lima (relator) Rodrigo Gregorio (membro).

Leia também
Comentários
Carregando...