Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Guaratuba e Morretes vão mostrar suas experiências no Fórum Regional de Cidades Digitais

O I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral Paranaense, no dia 26, em Morretes, vai mostrar as mais recentes soluções tecnológicas de gestão pública e a experiência de modernização administrativa cada uma das cidades.

O encontro é promovido pela Rede Cidade Digital (RCD), Associação dos Municípios do Litoral Paranaense (Amlipa) e Prefeitura de Morretes e será realizado no Theatro Municipal. Conta ainda com apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/PR) e o patrocínio de uma empresa do setor.

O Fórum é destinado aos prefeitos, gestores públicos e interessados no tema, especialmente aos municípios que integram a Amlipa: Morretes, Antonina, Guaraqueçaba, Paranaguá, Guaratuba, Pontal do Paraná e Matinhos. As inscrições são gratuitas para gestores públicos e podem feitas através do site http://forum.redecidadedigital.com.br/.

De acordo com o diretor da RCD, José Marinho, Guaratuba é um dos municípios a frente no uso da tecnologia na gestão pública e deve servir de inspiração às localidades que pretendem ser “Cidade Digital”. Com recursos oriundos do BNDES, Guaratuba investe no projeto de rede inteligente para melhoria em setores como iluminação pública, controle de energia e água e frota de veículos, por exemplo. Com o projeto tecnológico, o município interligou os prédios públicos e planeja a distribuição do sinal de internet em determinados pontos.

Durante o II Congresso Paranaense de Cidades Digitais – evento promovido pela RCD em Foz do Iguaçu, em novembro do ano passado –, a prefeita de Guaratuba, Evani Justus recebeu o certificado de Prefeito Inovador 2014, justamente pelos investimentos e iniciativas realizadas na área. Na ocasião, ela comentou sobre o aumento da segurança por meio da implantação de um sistema de monitoramento com câmeras na localidade. “Nós resolvemos chamar para nós a responsabilidade. É importante os prefeitos não depender só dos governos estadual e federal, tem que tomar a iniciativa”, disse ela.

Evani também é presidente da Amlipa e ressaltou a necessidade de se discutir um projeto de Cidade Digital que beneficie a região. “É importante essa troca de experiência porque todos nós temos particularidades, nossos problemas, então nós temos soluções também”, disse a prefeita sobre a articulação entre gestores, no Congresso em Foz.

Morretes – Anfitriã deste primeiro Fórum de Cidades Digitais do Litoral, Morretes também busca na tecnologia melhorias na gestão pública. Além de maior eficácia, os investimentos resultam em economia aos cofres públicos, a começar pela criação de um setor de TI na prefeitura, em 2013, antes terceirizado. De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação de Morretes, Tacio Walace Barros, a iniciativa gera uma economia de R$12 mil por mês.

Além disso, a equipe, composta por quatro técnicos, passa atualmente por treinamentos oferecidos gratuitamente pela Confederação Nacional dos Municípios para uso da plataforma Urbem, sistema que apresenta uma série de recursos para modernização da gestão municipal e de gerenciamento de setores Administrativo, Tributário, Recursos Humanos e Patrimonial. A estimativa é que com o uso do software livre sejam economizados cerca de R$300 mil por ano.

O Theatro Municipal de Morretes fica na Rua XV de Novembro, s/n.

Fonte: Rede Cidades Digitais

 

Leia também
Comentários
Carregando...