Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Inconvivível

Como pude viver, por 5 décadas, sem conhecer a palavra inconvivível? Vivendo e aprendendo. Chamava pessoas difíceis de intratáveis e minha mãe as chamava de incomodativas. Não estávamos erradas, mas inconvivível engloba tudo isso e podemos usar em situações.


Me afastei de muita gente que fazia questão de louvar a sua estupidez. Quanta pancada já levei a troco de nada. Não estou me fazendo de vítima, longe de mim porque não sou um anjo, mas têm coisas que não consegui superar. Gente que não dá para conviver, tem prazer de colocar o outro para baixo. Presenciei uma pessoa que conheço e que pretendo nunca mais encontrar, agredindo uma auxiliar de enfermagem, num hospital. A moça não tinha feito nada de errado. Fui correndo pedir desculpas por uma coisa que não fiz, senti que se não tomasse uma atitude, seria conivente. A desculpa de quem maltrata o outro é sempre o gênio ruim. Não, gênio ruim não dá o direito de humilhar, agredir, rebaixar e berrar. Não, não dá para conviver, precisamos respeitar a nós mesmos e não passar por isso.

Na escola, tive dois professores inconvivíveis. Uma de português e outro de geografia. Amigos, se eu escrevo, é por gostar muito e por teimosia. Eu passei por coisas absurdas, a ponto da tal professora ir atrás de mim, na rua, falando horrores. Se ela me achava uma péssima aluna de português, tudo bem, era só continuar dando nota baixa, só não tinha o direito de fazer o que fez. Minha crise foi tão grande, que finalmente minha família interviu. Quanto ao professor de geografia, não sei como começou, penso que eu e uma amiga éramos as inconvivíveis da história. Ele fazia a chamada, nos dava presença e fazia eu e minha amiga Lara Sfair sairmos da sala. Olha… não posso reclamar, bons tempos. Foram esses os dois problemas de convívio na escola e faculdade.

Pois bem, não escrevi essa crônica para contar que aprendi uma palavra nova. Quero pedir para viver em paz. Nosso país precisa de gente mais afetuosa e de convivência leve. Não dá mais para ficar medindo cada palavra com medo de ser massacrado, mesmo que virtualmente. Tolere mais e seja feliz.

Leia também
Comentários
Carregando...