Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Júri condena homem que teria segurado mulher assassinada com 41 facadas

O Tribunal do Júri de Pontal do Paraná condenou a 14 anos de reclusão um homem de 28 anos denunciado como coautor de um homicídio ocorrido em 12 de abril de 2020. 

Conforme a denúncia, oferecida pela Promotoria de Justiça da comarca, o homem teria ajudado a autora do crime, segurando a vítima, Priscila Antunes da Rosa, 33 anos, atingida com 41 facadas.

A autora, Fernanda Costa, de 32 anos, que já havia sido condenada por outro homicídio cometido em Fazenda Rio Grande, em 2015, foi morta em Florianópolis (SC) cerca de um mês após o segundo crime. 

Segundo a Promotoria, mensagens enviadas por ela ao cúmplice condenado comprovaram a contribuição dele, que teria segurado Priscila em via pública para efetivação do crime, “cuja motivação não foi devidamente esclarecida”. 

O Conselho de Sentença considerou o homicídio qualificado por uso de meio que dificultou a defesa da vítima. O réu foi preso preventivamente pouco depois do homicídio e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

A promotora Cibele Dioni Teixeira comenta o julgamento e diz que “o sucesso do júri merece destaque por causa da escassez probatória: as provas do crime eram apenas duas mensagens”. Ouça o áudio do MPPR:

Leia também
Comentários
Carregando...
error: Conteúdo protegido!