Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Pela primeira vez é encontrada baleia-fin encalhada no Litoral do Paraná

Fotos: LEC-UFPR

Uma baleia-fin (Balaenoptera physalus) encalhou sem vida e em estado avançado de decomposição, na terça-feira (21), na Praia Grande da Ilha do Mel, em Paranaguá.

A baleia é um macho adulto, medindo aproximadamente 20 metros. O Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR que que realiza Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos no Paraná aguardou melhores condições oceanográficas e encaminhou duas equipes até a ilha na manhã desta quarta (22) para o registro do encalhe, coleta de materiais biológicos e avaliação da condição da carcaça.

Segundo a coordenadora do LEC-UFPR, a bióloga Camila Domit, é a primeira vez que o encalhe de baleia-fin é registrado no Paraná. “Este é um registro incrível para a nossa região e o trabalho da equipe que conduz a necropsia  permitirá que os pesquisadores avaliem a condição de saúde e a possível causa da morte do animal”, ressalta. Amostras biológicas serão enviadas para laboratórios parceiros para apoiar projetos de pesquisa direcionados a esta espécie de amplo interesse global.

A operação de atendimento do encalhe também mobilizou o Instituto Água e Terra (IAT) e 27 servidores da Prefeitura de Paranaguá para destinar a carcaça do animal.  A baleia foi enterrada na areia, em conformidade com o Protocolo de Atendimento a Encalhes de Animais Marinhos no Litoral do Paraná – PRAE (SedestT/IAT/Ibama).

A baleia-fin é a segunda maior espécie de baleia existente no oceano (maior do que ela apenas a baleia azul). É considerada ameaçada de extinção e está envolvida no Plano de Ação Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção – PAN/ICMBIO.

Em 2021, foram registrados 15 encalhes de baleia no litoral paranaense: 12 jubarte, 1 baleia-sei, 1 baleia-mink e 1 baleia-fin.

Com informações do LEC-UFPR

Leia também
Comentários
Carregando...
error: Conteúdo protegido!