Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Menor proposta da engorda de Matinhos é de R$ 315 milhões

Imagem do projeto da engorda elaborado pelo governo estadual em 2017

Se a menor proposta for vencedora, a obra de revitalização e engorda da praia de Matinhos vai sair por R$ 315 milhões – ou exatos R$ 314.898.549,90. Ele foi apresentado pelo Consórcio Sambaqui, formado pelas empresas Castilho, Codrasa, Tucumann, Jan de Nul, Dang, Serra da Prata e Soebe.

O valor máximo da licitação era de 377.854.599,59, portanto haveria um desconto de cerca de 18%. 

A informação consta da ata da sessão de abertura dos envelopes da segunda fase, realizada nesta terça-feira (19), em Curitiba. 

O segundo menor valor foi de aproximadamente R$ 319 milhões, do  Consórcio Nova Matinhos, formado pelas empresas Oeci e Van Ood. A terceira proposta é de cerca de R$ 336 milhões e foi apresentada pelo Consórcio Orla de Matinhos, montado pelas empresas Gel, Sultepa, R. Nilsen, Fos Engenharia e Master Serv. 

Apenas estes três consórcios participaram da segunda fase, de habilitação. A quarta e última proposta, de R$ 358 milhões, do Consórcio Enterpa / Sul Catarinense, foi excluída como previa o edital da licitação.

Segundo o IAT (Instituto Água e Terra), que realizou a licitação, a análise dos documentos deverá ser concluída em poucos dias. Após a publicação do resultado, há um prazo de cinco dias para contestação. Os prazos são exíguos para cumprir o cronograma previsto pelo próprio órgão, de assinar o contrato e a ordem de serviço ainda em outubro.

Se não houver mais atrasos, a obra, que tem prazo de 32 meses, pode começar ainda neste ano e ser intensificada após a temporada de verão. 

As obras de recuperação da orla de Matinhos preveem a revitalização de 6,3 quilômetros entre a avenida Paraná e o balneário Flórida. Em uma segunda etapa, será recuperado trecho de 1,7 quilômetro entre os balneários Flórida e Saint Etienne. 

Nos primeiros 6,3 quilômetros da Avenida Paraná até o Balneário Flórida, serão instalados também dois guias correntes, dois headlands e um espigão. Haverá, ainda, novos equipamentos urbanos, como ciclovia, pista de caminhada e corrida, pista de acessibilidade e calçada.

Leia também
Comentários
Carregando...