Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Superagui tem surto de covid e prefeitura proíbe entrada de turistas

Foto de Carvalho de Souza

A ilha de Superagui, no Parque Nacional que tem o mesmo nome, teve 33 novos casos de covid-19 confirmados neste início de ano e a prefeita de Guaraqueçaba, Lilian Ramos Narloch, assinou um decreto para evitar a propagação ainda maior da doença na comunidade e no município.

O Decreto Municipal nº 001/2022 institui o toque de recolher temporário entre as 20h e as 5h. Nesse horário fica proibida a circulação em espaços e vias públicas.

As atividades de hotéis, pousadas, campings e similares terão os serviços suspensos até o dia 31 de janeiro.

Também está proibido o transporte de turistas e pessoas não residentes na ilha, exceto o transporte das equipes médicas e de suporte na área da saúde. 

Ficam suspensas as atividades dos serviços dos estabelecimentos que não são considerados essenciais, principalmente as de passeios turísticos e atrações artísticas.

Táxis náuticos e barcos maiores, que ofertam serviços de transporte à Ilha do Superagui, ficam autorizados a funcionar, com o monitoramento dos passageiros mediante listagem de embarque, disponibilização de álcool 70%, utilização obrigatória de máscara e limitação da capacidade em 70% da permitida pela Capitania dos Portos do Paraná.

Bares e restaurantes deverão ficar fechados ao público, permitindo apenas o atendimento por delivery ou no balcão para consumo fora.

Serviços considerados essenciais devem atender as normas previamente determinadas em decreto municipal e limitar o acesso de pessoas em seu estabelecimento em no máximo 30% de sua capacidade.

Ficam liberados os pescadores artesanais que na prática de suas atividades precisarem realizar embarques, desembarques e acondicionamento das embarcações durante o período de proibição de circulação.

Deverão os cultos religiosos presenciais serem suspensos na Ilha do Superagui, mantidos as celebrações por meios eletrônicos.

Está proibida, ainda, a promoção de confraternizações e eventos presenciais.

Imagem: RTVE

Confira o novo decreto

Leia também
Comentários
Carregando...