Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Litoral agora tem 15 pontos impróprios ao banho

O 3º Boletim de Balneabilidade do Estado do Paraná aponta que 15 dos 59 pontos monitorados no Litoral estão impróprios ao banho, 10 deles os locais permanentemente reprovados (foz de rios, canais e galerias).

A temporada começou com 12 pontos impróprios e subiu para 13 na semana passada. O aumento do número de banhistas e depois as chuvas podem ter influenciado na piora no Litoral. Na Costa Oeste e no Norte, os 14 pontos estão próprios desde o início da temporada de verão.

Guaratuba continua com 9 locais impróprios, Matinhos tem 3, Pontal do Paraná tem 2 e Antonina tem 1.

Reprovados – Além dos locais de foz indicados no Boletim de Balneabilidade com letra maiúscula, são impróprios apenas cinco pontos, de acordo com as análises da qualidade da água:
Guaratuba: Praia Caieiras (à esquerda da rua Frederico Nascimento) e Praia Central (à esquerda da rua Ponta Grossa);
Matinhos: no Posto Policial e Salva Vidas da rua Londrina, na Praia Brava de Caiobá;
Pontal do Paraná: ponte da Avenida Principal do Balneário Olho D’água; Antonina: Ponta da Pita.

Os 10 locais permanentemente impróprios:
Guaratuba: rio Brejatuba, galeria da Mal Deodoro, canal da Clevelândia, canal do Camping Municipal (Brejatuba), rio das Pedras, rio do Tenente (Nereidas) e rio Saí-Guaçu (Barra do Saí).
Matinhos: rio Matinhos e canal Caiobá
Pontal do Paraná: rio Olho D’água.

“Nestes locais de foz não são realizadas análises da água como nos outros pontos do Litoral e das praias de água doce no Oeste e Norte do Estado, mas elas são indicadas no nosso monitoramento porque drenam a água urbana e a população precisa saber que não pode se banhar nestes locais nem praticar esportes aquáticos”, destaca a bióloga Christine da Fonseca Xavier, Chefe de Divisão de Monitoramento do IAT .

O monitoramento do IAT é realizado há mais de 30 anos durante a temporada de verão. A análise laboratorial é feita de acordo com o preconizado pela Resolução CONAMA nº 274/2000, em que as áreas balneáveis são classificadas como próprias ou impróprias.

A primeira indica que é seguro realizar atividades de contato primário, tais como natação e mergulho, por exemplo, e a segunda classificação indica que há uma maior probabilidade de que este contato possa acarretar em risco à saúde humana, tais como a aparição de otites, gastroenterites, dermatites, entre outros.

Como saber – Os Boletins de Balneabilidade são atualizados às sextas-feiras no site www.iat.pr.gov.br, nas abas “Monitoramento” e Balneabilidade”. Também é possível baixar o APP chamado “Balneabilidade Estado do Paraná” e acessar as informações do celular.

Cada ponto monitorado possui uma bandeira que indica os locais próprios ou impróprios para banho. Confira os boletins do Litoral e a Costa Oeste e Norte.

Comentários
Carregando...