Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Cattalini destaca-se pelas operações de navios de grande porte

Foto: Cattalini

Investimentos em infraestrutura e tecnologia, realizados nos últimos anos, têm proporcionado à Cattalini Terminais Marítimos capacidade para operar navios da classe LR1, com maior volume de carga. Nesta semana, a importação de 68.395 m³ de óleo diesel do navio “Konstantin Jacob” representou o preparo e o esforço da empresa para atender às demandas dos clientes. Antes dos investimentos, os volumes operados eram, em média, de 50 mil m³.

As melhorias incluem obras e implantação de sistemas inovadores, como o monitoramento de atracação de navios a laser, que faz a leitura de dados durante a aproximação do navio para encoste no píer.

O sistema informa, através de um painel indicador numérico, a velocidade e a distância do navio em relação ao berço de atracação permitindo aos práticos e pilotos dos rebocadores realizarem manobras com a máxima segurança e agilidade. Além do painel, foram instalados semáforos com luzes indicativas verde, amarelo, e vermelho que orientam visualmente os limites de velocidade de aproximação para atracação.

A Cattalini igualmente investiu na infraestrutura do píer com a instalação de novos dolfins e defensas, cabeços para amarração e cabrestantes, a fim de permitir a atracação dos navios com maior potencial de carga.

As melhorias operacionais no píer da Cattalini também foram conquistadas a partir do emprego de novas tecnologias para o monitoramento das condições ambientais e meteorológicas, como a Plataforma Sismo – Hidromares. Um moderno sistema que fornece em tempo real dados sobre velocidade e direção das correntes marítimas e dos ventos.

Além disso foi instalado um marégrafo para monitoramento do nível e do comportamento das marés, homologado pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM). Os dados são disponibilizados e integrados ao sistema Webpilots. Somando-se a este conjunto, foi instalada a Plataforma Medusa – Argonáutica, um moderno sistema integrado das previsões meteorológicas para o horizonte de 07 dias de antecedência.

Operação portuária

Atracado no berço externo do píer Cattalini, o navio Konstantin Jacob, com bandeiras das Ilhas Marshall e 228,52 metros de comprimento, chegou do porto de Roterdã, na Holanda. A carga  de 68.395 m³ de óleo diesel foi armazenada em 15 tanques do terminal da Cattalini. O volume representa o equivalente a 27 piscinas olímpicas. O óleo diesel importado deixará o terminal portuário via modais rodoviário e ferroviário com destino a distribuidoras.

No ano passado, entre os meses de agosto e setembro, os navios BW Orinoco e MT Ariel também alcançaram maiores volumes, com a importação de 68.837 m³ e de 65.429 m³ de derivados de petróleo, respectivamente. Ambos atracaram no berço externo do píer Cattalini, com calado de 12,5 metros.

Comentários
Carregando...