Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Guaraqueçaba cancela Carnaval, reabre Superagüi e exige comprovante de vacina

Lilian Ramos e Alcendino Barbosa apresentaram decreto à imprensa em entrevista coletiva pela internet

A prefeita Lilian Ramos assinou decreto suspendendo os eventos de Carnaval e revogando o ponto facultativo nos órgãos municipais nos dias 28 de fevereiro e 1º e 2 de março. 

Também estão proibidas festas, confraternizações e eventos presenciais particulares que causem aglomerações durante o período do Carnaval. Fora desta data festiva, os eventos podem ter no máximo 25 pessoas. Entram em vigor o comprovante de vacina e o teste de covid.

Depois de 18 dias, a Ilha de Superagui – onde houve um surto com dezenas de pessoas contaminadas com o coronavírus, a maioria turistas, entre o Natal e o Ano Novo – está reaberta aos turistas.

Coletiva – A apresentação das novas regras foi feita pela prefeita e pelo secretário municipal de Saúde, Alcendino Ferreira Barbosa em entrevista coletiva pela internet no final da tarde desta sexta-feira (21). O decreto foi assinado nesta sexta e entrou em vigor hoje (sábado, 22).  

A prefeita explicou que o novo decreto traz a decisão sobre o Carnaval e os procedimentos dos próximos 30 dias em relação à covid-19 e a gripe H3N2. O secretário informou que melhorou o quadro epidemiológico em Superagüi,  mas que o município tem de se preparar para os próximos dias, principalmente nos feriados prolongados.

Comprovante de vacinação e teste

Assim como Superagüi, todo o território do município está aberto à visitação, com determinadas condições. A partir do dia 27, a próxima quinta-feira, será exigido comprovante de vacinação contra a covid-19 para ingresso e circulação em estabelecimentos comerciais, hotéis, pousadas, campings, táxis, embarcações (que realizem transporte coletivo de passageiros), bem como repartições públicas.

A vacinação deverá ser comprovada com a apresentação de certificado físico ou digital (ConecteSUS). O acesso de turistas e pessoas não vacinadas se dará mediante apresentação de testes RT-PCR ou de antígeno negativos para covid-19, realizados, no máximo, 72 horas antes.

Hotéis, pousadas, campings e similares poderão funcionar com 70% da capacidade e deverão exigir no check-in cópia do comprovante de vacinação dos hóspedes. Bares, restaurantes e similares podem atender também com ocupação máxima de 70%.

Quem não atender as exigência poderá poderá ser multado em valores que vão de R$ 150,00 a R$ 5.000,0 informou o secretário de Saúde.

Transporte náutico – Táxis náuticos e barcos maiores que ofertam serviços de transporte de passageiros ficam autorizados a funcionar, com o monitoramento dos passageiros mediante listagem de embarque, disponibilização de álcool 70%, utilização obrigatória de máscara e limitação da capacidade em 70% da permitida.

A fiscalização do transporte náutico será feita pela Secretaria Municipal da Saúde no embarque, que acontece no município de Paranaguá.

A prefeita Lilian Ramos destacou que tem realizado reuniões com o setor de transporte náutico, assim como dos hotéis e restaurante, para que as pessoas possam chegar e permanecer em Guaraqueçaba de forma segura e que a população também esteja segura.

Dificuldades – Alcendino Barbosa reforçou a necessidade de apoio de todos e comentou as peculiaridades do município: “Nós vivemos numa região bem diferente de todos os lugares daqui do Litoral, com dificuldade pelo mar e por terra; se acontecer qualquer situação aqui, o nosso problema de saúde se agrava; se estiver chovendo enfrentamos estradas alagadas, se tiver ventando enfrenta (dificuldades) no mar. Para nós tirarmos um paciente daqui e encaminhar para Paranaguá ou Curitiba teremos sérias dificuldades.”

Turismo com segurança – A prefeita Lilian Ramos concluiu a explanação convidando os turistas a visitarem a cidade: “O município de Guaraqueçaba está aberto a visitação em todas as comunidades, de forma segura e tomando as medidas de enfrentamento à covid. Convidamos todos os paranaenses e dos demais estados para que venham nos visitar, para que desfrutem das nossas belas paisagens com segurança, com tranquilidade e com sistema de saúde organizado”. 

Leia o novo decreto na íntegra

Comentários
Carregando...