Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Público mais atento: balanço mostra menos afogamentos neste verão

Dados divulgados nesta segunda-feira (24) revelam que o Corpo de Bombeiros teve menos trabalho nesta temporada, apesar do movimento bem maior de pessoas no Litoral do que no verão passado.

O melhor resultado é o da redução do número de mortes: 4 desde o início da Operação Verão 2021-2022, contra 7 no mesmo período do período do verão 2020-2021. De acordo com o relatório, todos os óbitos aconteceram em locais não protegidos por guarda-vidas.

Houve menos salvamentos (554 contra 557) e menos contatos com caravelas (856 contra 1.414) e até menos ações preventivas (92.729 a 101.763). Mas houve mais crianças perdidas que tiveram de ser localizadas (516 contra 362) e foram distribuídas mais pulseirinhas de identificação (8.960 a 6.162). Os dados são do período de 18 de dezembro a 23 de janeiro.

De acordo com a porta-voz do Corpo de Bombeiros do Verão Paraná, tenente Ana Paula Inácio de Oliveira Zanlorenzzi, “alguns dos motivos que indicam essa redução dos afogamentos são, além do trabalho preventivo realizado ativamente pelos guarda-vidas, é que as pessoas têm ficado mais atentas às orientações e advertências dos bombeiros”. Ainda segundo a oficial, “outro fator pode ser considerado de causa natural, como o mar mais tranquilo neste verão”.

Resgate e morte no rio em Morretes

No início da tarde deste domingo (23) o Corpo de Bombeiros resgatou um jovem que se afogou no rio Marumbi, na localidade de Cascatinha, em Morretes, em um ponto não protegido por guarda-vidas. 

Eduardo Rodrigues Metzger, de 17 anos, morador de Quatro Barras, estava na região com familiares quando se afogou, passando cerca de 15 minutos submerso até ser retirado por populares que estavam no local. Quando o socorro especializado chegou, já deu início ao atendimento do rapaz, que estava em parada cardiorrespiratória.

A equipe da ambulância fez atendimento pré-hospitalar, dando início aos procedimentos de reanimação cardiopulmonar. Equipe médica do SAMU também foi acionada, bem como o atendimento aeromédico do helicóptero Falcão 08. 

A vítima foi encaminhada pela ambulância ao quartel do Corpo de Bombeiros, em Morretes, por ter melhor acesso para aeronave. 

Após cerca de meia hora de procedimentos, a vítima foi estabilizada e transportada, via aeronave, ao Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, para continuidade do tratamento. De acordo com o Corpo de Bombeiros, na manhã desta segunda-feira (24) ele continuava internado em estado grave.

Na madrugada desta terça-feira (25), Eduardo Rodrigues morreu, na UTI do Hospital Regional.

Comentários
Carregando...