Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Polícia Ambiental apreende palmito juçara e aplica multa de R$ 31 mil

A Polícia Ambiental atendeu uma denúncia anônima e flagrou um homem transportando palmito juçara sem licença ambiental em um pequeno barco, nas proximidades da baía de Guaratuba.

A espécie nativa de palmeira (Euterpe edulis) está ameaçada de extinção justamente pela exporação ilegal do palmito. Sua extração só é permitida com autorização. 

Na ação realizada nesta terça-feira (5), o homem, que veio da mata onde fez a extração pela baía de Guaratuba, foi abordado saindo de um porto. Ele afirmou que não estava cometendo nenhuma irregularidade. Os policiais vistoriaram a embarcação e encontraram o produto escondido em um compartimento fechado com madeiras debaixo do banco da bateira. Havia 70 unidades de palmito juçara in natura em um compartimento secreto.

O infrator foi conduzido ao 2º Pelotão de Polícia Ambiental para lavratura de termo circunstanciado na parte criminal. Também foi produzido um auto de infração no valor de R$ 31 mil, que chegou a esse valor em razão de o palmito juçara constar da lista de espécies da flora ameaçadas de extinção, como explicou o subtenente Rodrigo Cainelli, comandante do pelotão.

A embarcação, uma bateira com motor de rabeta, foi apreendida. O palmito foi doado, mediante termo de destinação, à creche Recanto Paulo VI.

Comentários
Carregando...