Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Casal de organização criminosa é condenado a mais de 23 anos    

A Vara Criminal de Paranaguá condenou dois líderes e mais 10 pessoas de uma organização criminosa que atuava no Litoral.

Um casal que era líder do grupo recebeu a mesma pena, de 23 anos, 11 meses e 13 dias de reclusão em regime fechado, além de 1.413 dias-multa.

Eles foram condenados pelos delitos de organização criminosa, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. 

Outros dez integrantes do grupo foram condenados a penas que variam de seis a dez anos de reclusão em regime fechado.

Todos foram presos na Operação Rio, realizada em abril de 2021. Os crimes foram descobertos porque aconteceu uma disputa entre grupos criminosos rivais que gerou um aumento significativo dos homicídios na região. 

Foram cumpridos mandados de prisão e apreensão em Matinhos, Pontal do Paraná, Paranaguá e Piraquara. Os criminosos tinham também duas bases de tráfico em Balneário Camboriú e Penha, em Santa Catarina.

Durante a operação, três pessoas morreram, segundo a Polícia, em confrontos com os agentes: um suspeito de 23 anos em Piraquara, e dois suspeitos, de 23 e 24 anos, em Matinhos.

De acordo com as investigações, o casal condenado liderava um grupo que disputava o controle das atividades criminosas no Litoral, em oposição a uma facção que atua a partir de presídios em todo o estado.

Eles eram ligados ao PGC (Primeiro Grupo Catarinense) e estavam em guerra com um grupo local do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Comentários
Carregando...