Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Médico ginecologista de Paranaguá é alvo de operação da Polícia Civil

A Polícia Civil cumpriu dois mandados de busca e apreensão e um monitoramento contra Amauri Bilieri, médico ginecologista suspeito de praticar crimes contra a dignidade sexual de pacientes. e assedio sexual. 

A operação foi realizada na manhã de quarta-feira (22), em Paranaguá. As buscas foram realizadas na residência do médico e na clínica onde ele realizava os atendimentos.

As buscas foram realizadas na residência do médico e na clínica onde ele realizava os atendimentos. Por decisão judicial, ele deverá utilizar tornozeleira eletrônica.

Ele também foi proibido do exercício da medicina, teve suspensão da inscrição médica e não poderá ter contato com as vítimas.

Há duas semanas, quando a denúncia de assédio sexual feito por uma ex-funcionária do Hospital Regional veio a público, o advogado do médico divulgou uma nota à imprensa:

“(I) O Dr. Amauri Bilieri é médico ginecologista obstetra com robusto conhecimento científico e exerce a medicina desde 1981;

(II) Sempre exerceu seu mister com dedicação, ética e respeito por suas pacientes;

(III) Em relação a supostos comportamentos inadequados no Hospital Regional do Litoral, a afirmação não é verdadeira. Tanto é assim que nunca foi instaurada sindicância ou qualquer processo administrativo contra o médico;

(IV) Infelizmente, está havendo um linchamento público e sem direito ao contraditório, o que a defesa técnica repudia veemente;

(V) No mais, a apuração dos fatos pela autoridade competente dará conta de comprovar sua inocência.”

Comentários
Carregando...