Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Como estimular a leitura na pré-adolescência?

Veja formas de promover a inserção literária nesta etapa da vida

Foto: Divulgação

Como um piscar de olhos, eles crescem. Possivelmente, muitos de vocês já ouviram essa afirmação quando uma pessoa faz referência a velocidade com que os filhos crescem. 

Esse é o desafio de muitos pais que, com o passar do tempo, se dão conta de que seus filhos já são pré-adolescentes e aí pairam no ar várias dúvidas em relação a personalidade e ao aspecto comportamental dessa fase. 

Neste contexto, uma das questões que deixam os pais mais intrigados na relação com os filhos é o tipo de literatura que mais se adequa à pré-adolescência. Afinal, qual o perfil de livros devem ser consumidos quando se tem entre 8 e 12 anos de idade? 

Primeiramente, vale considerar o acesso a um amplo leque de perfis de literatura como histórias em quadrinhos, biografias, romances históricos, livros-imagem, mangás, entre outros. 

Autonomia na escolha

Além da do amplo acesso aos livros, é essencial permitir ao jovem ter autonomia na escolha das obras de sua preferência. 

Esse é o cenário ideal para que o leitor iniciante possa experimentar conteúdos diversos, solidificando caminhos, proporcionando assim a construção de uma identidade e visão de mundo particular. 

Pontos de atenção

De acordo com educadores e editores, a passagem da infância para a adolescência é um momento turbulento, movido por várias transformações, experiências, questionamentos e aprendizados. 

Em função disso, muitos aspectos inerentes à imaginação e a fantasia ainda estão presentes nessa fase, porém, em meio a essa transição, esse ambiente fantástico já está mais consolidado. 

De qualquer forma, como esse jovem ainda está com um pé em cada lado dessa fase da vida, é normal que a escolha literária tenha conteúdos que se misturem entre a infância e adolescência. 

O que mais atrai a atenção de jovens nessa idade? 

O gênero narrativo que engloba romance, contos, novelas e crônicas, está entre os gêneros que mais chamam a atenção nessa fase da vida. Na sequência, aparecem aventura, diário, investigação policial, mistério e humor. 

Além desses, de acordo com Karine Lima, professora da Universidade Federal de Pernambuco, é possível incluir nessa lista as histórias em quadrinhos e os livros que trazem temáticas fantasiosas. 

Como estimular nos adolescentes o apreço pela leitura? 

Para os pais que têm adolescentes em casa, sabe que é dificil limitar o acesso a dispositivos tecnológicos como tablets, smartphones, celulares, entre outros equipamentos. 

Porém, os especialistas afirmam que o hábito de ler não deve ser inserido na rotina como uma obrigação, mas sim como uma alternativa em meio as plataformas virtuais. 

Neste contexto, uma das recomendações é viabilizar o acesso à literatura pelos próprios dispositivos móveis, por meio, por exemplo, de ebooks. Outra opção pode ser a formação de grupos para participação em clubes de leitura infantil

Leia também
Comentários
Carregando...