Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Estudantes são desafiados a organizar evento acadêmico com menor impacto ambiental

Comissão organizadora do Seminário do Programa em Energia e Sustentabilidade produziu materiais para o evento a partir do reaproveitamento de resíduos

A haitiana Danitouchecka Jacques é aluna de Engenharia Química e bolsista de um projeto que estuda formas alternativas de reaproveitamento do vidro (foto: Imprensa Unila)

Quem já participou da organização de um congresso ou outro evento acadêmico sabe que muitos dos materiais distribuídos para os participantes acabam indo para o lixo dias (ou às vezes horas) depois de finalizada a atividade. São pastas de papel, fôlderes, crachás, copos descartáveis, bloquinhos e outros materiais – a maioria de uso único – que geram uma quantidade grande de resíduos.

De olho nessa realidade, a comissão organizadora do 3º Seminário Internacional do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade (PPGIES), que começa nesta terça-feira (20) na Unila, decidiu fazer um evento mais sustentável e com menos desperdício. Os alunos produziram alguns dos materiais que serão entregues aos participantes a partir de reaproveitamento de resíduos. Para isso, contaram com o apoio de projetos da Unila que já trabalham com reciclagem de materiais.

No lugar de copos plásticos, os palestrantes e ouvintes vão receber copos de vidro produzidos a partir de garrafas long neck nos laboratórios de Engenharia da Unila. Os estudantes do Programa arrecadaram cerca de 200 garrafas que foram cortadas no formato de copo, lixadas, desrotuladas, esterilizadas e etiquetadas. Tudo isso para deixar os copos seguros e funcionais para utilização durante o Seminário e depois dele. “O vidro é um material 100% reciclável, mas aqui em Foz do Iguaçu não há usinas que reciclam esse material. A central mais próxima fica na região metropolitana de Curitiba, o que torna inviável a reciclagem das embalagens de vidros consumidas aqui no Oeste do Paraná. Esta iniciativa de transformar garrafas em copos é uma forma de mostrar uma das finalidades que pode ser dada para esse resíduo”, explicou Wagner Ferreira, técnico de laboratório e mestrando do PPGIES.

A aluna de Engenharia Química Danitouchecka Jacques é bolsista de um projeto de extensão que estuda formas alternativas de reaproveitamento do vidro e outros materiais. Desde julho, ela está ajudando a Comissão Organizadora do evento na produção dos copos. “É importante frisar que essa ideia surgiu a partir do Seminário, mas não vai parar por aqui. Nós já estamos estudando maneiras de utilizar os gargalos das garrafas, que não são usados nos copos, para outros fins. Uma das ideias que encontramos na bibliografia é utilizar o vidro moído para substituir a areia em filtros”, comentou a discente.

Os participantes do Seminário vão receber um chaveiro de capivara feito em impressão 3D a partir de polímeros descartados.

Os participantes do Seminário do PPGIES também vão receber um chaveiro de capivara feito com impressão 3D. O mascote da Unila foi produzido a partir de polímeros descartados. A ideia foi do estudante de graduação Nathan Ledur, que aliou os conhecimentos obtidos no curso de Engenharia de Materiais com a sua pesquisa para o TCC sobre impressão 3D com materiais compostos. “Os polímeros que seriam descartados foram triturados e, depois, passados na máquina extrusora para fazer filamentos novos. Foram duas semanas de trabalho para fazer 200 capivarinhas”, explicou.

Além dos copos e dos chaveiros de capivara, a Comissão Organizadora do evento também optou por disponibilizar filtros de água para diminuir o desperdício de embalagens plásticas, além de usar crachás e blocos de material reciclado. Para a coordenadora do programa, Caroline da Costa Silva Gonçalves, o movimento por organizar eventos acadêmicos mais sustentáveis vai ao encontro dos objetivos do PPGIES. “Ações que levem a uma reflexão sobre o papel de cada um no ciclo de vida do plástico podem contribuir para um consumo mais consciente e para o descarte adequado destes materiais. Neste sentido, a Comissão de Organização buscou adotar algumas ações que possam auxiliar na construção e difusão de novos conhecimentos e experiências para os envolvidos e contribuir para a formação de pessoas que possam atuar como promotores de mudanças na sociedade”, salientou. Segundo a docente, apenas 9% do material plástico produzido é reciclado e aproximadamente metade dele é incorretamente descartado, com graves impactos aos ecossistemas marinhos e terrestres e à saúde humana e de animais.

Seminário do PPGIES

Cerca de 200 pessoas são esperadas no 3º Seminário Internacional do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade da Unila, que acontece de 20 a 22 de setembro. Com o tema “Desafios e soluções para um mundo mais Sustentável”, o evento tem o objetivo de conectar os participantes por meio de apresentações e discussões sobre conhecimento científico, tecnológico e de inovações na tríplice fronteira e fortalecer abordagens e experiências sobre a capacidade e responsabilidade de promover a igualdade de gênero.

No lugar de copos plásticos, os palestrantes e ouvintes vão receber copos de vidro produzidos a partir de garrafas long neck nos laboratórios de Engenharia da Unila

Fonte: Imprensa da Unila

Leia também
Comentários
Carregando...