Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Ponte de Guaratuba será licitada nesta quarta ainda sem licenciamento

Imagem ilustrativa / Divulgação

A licitação da ponte sobre a baía de Guaratuba, marcada para amanhã, quarta-feira (28), terá uma inovação quanto ao processo de licenciamento ambiental, informou o Governo do Estado ao jornal Bem Paraná.

O Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) da ponte foi protocolado na sexta-feira (23), no Instituto Água e Terra (IAT), para análise e parecer do órgão, e ainda terá de ser apresentado em audiências públicas, que ainda não foram agendadas.

A licitação e assinatura do contrato com a empresa ou consórcio vencedor vai acontecer antes que o DER receba a Licença Prévia (LP) da obra. Mas o governo informou que só irá emitir a ordem de serviço para iniciar projetos básico e executivo somente após a sua liberação. A empresa vencedora ficará responsável pela obtenção das demais licenças necessárias, a Licença de Instalação (LI) e Licença de Operação (LO).

Segundo  o governo informou, o EIA está dividido em seis volumes: caracterização do empreendimento, diagnóstico do meio físico, diagnóstico do meio biótico, diagnóstico do meio socioeconômico, análise dos resultados, cadernos de mapas; e o RIMA, em um volume. A população só terá acesso aos documentos após a licitação.

A obra

A ponte de Guaratuba terá 1.244 metros de comprimento e largura útil mínima de 22,60 metros. Estão previstas quatro faixas de tráfego de 3,6 metros cada, duas faixas de segurança de 60 centímetros cada, barreiras rígidas de concreto de 40 centímetros, calçadas com ciclovia em ambos os lados, com 3 metros de largura, e 10 centímetros de guarda-corpo nas extremidades da ponte.

Também estão previstas intervenções nas vias de acesso à ponte. Na margem norte, a PR-412 será alargada para ambos os lados para facilitar o encaixe na ponte, com execução de muros de contenção para proporcionar o desnível necessário entre o pavimento existente e o tabuleiro. Também será implantado um retorno sob a ponte para ligação das vias locais e conexão da Estrada do Cabaraquara com Matinhos.

Na margem sul está prevista uma rótula alongada para ligação do bairro Caieiras, correção de nível da pista de rolamento e adequação de curva, além de implantação de uma alça de acesso à rua Nossa Senhora de Lourdes. Ao todo, entre ponte e vias de acesso, a extensão da obra chega a 3,07 quilômetros.

O valor da obra e dos estudos que estão sendo licitados é sigiloso.

Correio do Litoral, com informações publicadas no Bem Paraná

Leia também
Comentários
Carregando...