Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Projeto Vozes do Litoral realiza pesquisa com educadores

Fotos: Educomunicação Semedi

O recém-lançado “Projeto Vozes do Litoral” promove uma pesquisa junto aos professores da Educação Infantil, dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, além dos coordenadores pedagógicos que atendem essa mesma etapa.

Cerca de 3,5 mil profissionais da educação dos municípios de Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná,  que integram o Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) Litoral Paranaense, participam da ação. 

A ideia é mapear os principais desafios enfrentados em sala de aula nas disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa para, a partir dos dados, montar os projetos a serem desenvolvidos pelo ADE Litoral Paranaense com foco na temática já definida pelos dirigentes municipais de Educação e suas equipes. A ação foi elaborada a partir de um grupo de trabalho formado por representantes das Secretarias Municipais de Educação, do Instituto Positivo – articulador do ADE – e de empresa especializada em pesquisa e avaliação em políticas públicas educacionais. O levantamento será on-line, e o link do questionário foi encaminhado às secretarias de Educação, que farão o envio aos educadores.

“O grande propósito do estudo e do movimento do ADE é, primeiramente, produzir algo de forma colaborativa, dando espaço e voz aos profissionais da Educação. Não vamos trazer um projeto pronto e, sim, construí-lo de acordo com a realidade e vivência de cada professor e coordenador. É valorizando as opiniões dos educadores e os cenários das secretarias municipais de Educação, que conseguiremos propor projetos e ações que efetivamente farão a diferença na educação da região. Este é um movimento coletivo de construção”, destaca a coordenadora de Implantação de Projetos Sociais do Instituto Positivo, Cristiane da Fonseca. A coleta de dados será realizada até o dia 30 de setembro. Em outubro, eles serão compilados e analisados e, em seguida, construídos, de forma colaborativa, os projetos a serem implantados.

De acordo com a diretora do Instituto Positivo, Eliziane Gorniak, o trabalho realizado pelo Instituto é de mediador de planejamento, investidor social do processo e impulsionador do trabalho colaborativo dos Arranjos de Desenvolvimento da Educação. “Como forma de contribuir com a Educação pública do Paraná, trouxemos a metodologia do ADE. O ADE Litoral Paranaense é pioneiro no estado e, juntamente com os dirigentes municipais de Educação, quer colaborar com iniciativas que refletem as necessidades das escolas da região e farão a diferença no dia a dia dessas instituições escolares, construindo projetos que fortaleçam ainda mais a aprendizagem de Matemática e Língua Portuguesa”, destaca.

Cenário

Atualmente, 238 municípios brasileiros trabalham em 15 Arranjos, alcançando resultados importantes como diminuição da evasão, correção de distorção idade/série escolar, elevação do Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb), formação continuada e aprimoramento da grade curricular. São cerca de 450 mil alunos beneficiados com as ações desenvolvidas pelos ADEs no Brasil.

Leia também
Comentários
Carregando...