Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Matinhos recebe festival itinerante de cinema de horror 

O 1º Boitatá – Festival Paranaense Itinerante de Cinema de Horror inclui mostra de longas e curta-metragens, além de oficina sobre o tema

Foto: Divulgação

De quinta a sábado (27 a 29), Matinhos recebe o 1º Boitatá – Festival Paranaense Itinerante de Cinema de Horror. A programação coloca em evidência o cinema de horror realizado no Brasil e inclui mostras de longas e curtas-metragens, além de uma oficina e de um bate-papo. Toda a programação é gratuita e pode ser conferida no site festivalboitata.com.br. O festival conta com o incentivo do Profice (Programa Estadual de Incentivo e Fomento à Cultura).

A largada do evento acontece na quinta (27), às 19:00, com a oficina “Apocalipse Zumbi: 90 anos do cinema dos mortos-vivos”, ministrada pelo crítico e pesquisador Carlos Primati. O curso, que acontecerá no Auditório da Universidade Federal do Paraná, é gratuito.

Na manhã de sexta (28), às 10h30, a Casa da Cultura recebe a exibição do longa “Os Dragões”, dirigido por Gustavo Spolidoro. A partir das 14h, acontece a mostra especial de curtas-metragens. Na sequência, a partir das 16h20, é a vez da mostra especial da curadoria, que traz o filme “A Cidade dos Abismos”, dos diretores Priscyla Bettim e Renato Coelho.

À noite, a partir das 19h30, a programação continua no Calçadão Central de Matinhos com a exibição de “Descaminhos”, de Armando Fonseca. Após a sessão, acontece um bate-papo com o diretor, mediado pelo curador Rodolfo Stancki. 

No sábado (29), à tarde, o público poderá participar da Zoombie Walk, evento parceiro do festival. À noite, a partir das 18h30, o público poderá assistir uma homenagem à atriz Débora Munhyz, com a exibição do curta “Amor só de mãe”, dirigido por Dennison Ramalho. O encerramento acontece com a mostra clássicos do cinema, quando será exibido o filme “A Hora do Medo”, dirigido por Francisco Cavalcanti e José Mojica Marins, o Zé do Caixão.

A seleção dos longas contou com a curadoria de duas referências do gênero, os cineastas Paulo Biscaia (Virgens Acorrentadas, Nervo Craniano Zero, Morgue Story) e Petter Baiestorf (Fábulas Negras, Zombio, Zombio 2: Chumarrio Zombies).Todas as mostras de cinema apresentam produções realizadas no Brasil e não terão caráter competitivo. 

A Macabra Biblioteca do Dr. Lucchetti (Nika Braun)

Já a mostra de curtas teve a curadoria do acadêmico e escritor do gênero, Nelson Rocha Netto e do professor universitário, jornalista e crítico de cinema Rodolfo Stanchi. A equipe do festival inclui ainda o diretor pedagógico Demian Garcia (curador do Fidé Brasil) e o diretor artístico Carlos Macagi, que se unem para enriquecer, diversificar e difundir o gênero de horror nacional.

Oficina

A oficina “Apocalipse Zumbi – 90 anos do cinema dos mortos-vivos” irá acontecer quinta (27), a partir das 19h, no auditório Juliano Fumaneri Weiss (UFPR Litoral). Será apresentado um panorama completo da trajetória de mortos-vivos, infectados e cadáveres ressuscitados, passando por 90 anos de produção, incluindo um pôster exclusivo listando 200 filmes desse tema. 

O material servirá como um guia para o participante poder conhecer o que de melhor – e pior também – foi feito no cinema dos mortos-vivos. O ministrante Carlos Primati é crítico membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), curador e pesquisador especializado em cinema fantástico.

Projeto realizado com o apoio do  Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice)  – Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura – Governo do Estado do Paraná. Conta com o patrocínio da Copel e o apoio institucional das prefeituras de Marechal Cândido Rondon, Rolândia, União da Vitória e Matinhos.

Descaminhos (Armando Fonseca)

1º Boitatá – Festival Paranaense Itinerante de Cinema de Horror.

De 27 a 29 de outubro (quinta a sábado)
Entrada gratuita
Abertura das sessões 15 minutos antes (entrada por ordem de chegada)
Para participar da oficina, também gratuita, é preciso preencher um formulário, disponível no site do evento.

Dia 27 (quinta-feira)
Oficina “Apocalipse Zumbi: 90 anos do cinema dos mortos-vivos”
Auditório Juliano Fumaneri Weiss
Universidade Federal do Paraná
Rua Jaguariaíva, 512, Matinhos

Dias 28 (sexta-feira)
Exibição dos filmes
“Os Dragões”, de Gustavo Spolidoro
“A Cidade dos Abismos”, de Priscyla Bettim e Renato Coelho
Mostra especial de curtas-metragens
Casa da Cultura de Matinhos
Rua Albano Müller, 111 – Calçadão Central de Matinhos

Dia 29 (sábado)
Exibição dos filmes
“Descaminhos”, de Armando Fonseca. Após a sessão, acontece um bate-papo com o diretor, mediado pelo curador Rodolfo Stancki.
“Amor só de mãe”, de Dennison Ramalho
“A Hora do Medo”, de Francisco Cavalcanti e José Mojica Marins
Zoombie Walk
Calçadão Central de Matinhos

Leia também
Comentários
Carregando...