Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Audiências públicas vão apresentar estudos ambientais da Ponte de Guaratuba

Serão realizadas duas audiências públicas para a apresentação do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) da Ponte de Guaratuba e seus acessos.

A primeira audiência será no Sesc Caiobá, em Matinhos, no dia 7 de dezembro, às 19h; e outra reunião em Guaratuba, no dia 8 de dezembro, também às 19h, na Assembleia de Deus Vitória em Cristo. A nova ponte irá interligar as duas margens da baía de Guaratuba e facilitar a ligação do município a Matinhos, pela PR-412.

O objetivo das audiências públicas é esclarecer a população e demais interessados a respeito dos estudos apresentados pelo empreendedor, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER). O encontro também é fundamental para colher sugestões com a finalidade de subsidiar o processo de licenciamento ambiental do empreendimento.

O EIA/Rima foi protocolado no órgão ambiental pelo DER em setembro deste ano, e é um documento necessário para obtenção da Licença Prévia da obra,.

OBRAS – A ponte terá comprimento de 1.244 metros, com largura útil mínima de 22,6 metros. Estão previstas quatro faixas de tráfego de 3,6 metros cada, duas faixas de segurança de 60 centímetros cada, barreiras rígidas de concreto New Jersey de 40 centímetros, calçadas com ciclovia em ambos os lados, com 3 metros de largura, e 10 centímetros de guarda-corpo nas extremidades da ponte.

Também estão previstas intervenções nas vias de acesso à ponte. Na margem norte, a PR-412 será alargada para ambos os lados para facilitar o encaixe na ponte, com execução de muros de contenção para proporcionar o desnível necessário entre o pavimento existente e o tabuleiro. Também será implantado um retorno sob a ponte para ligação das vias locais e conexão da Estrada do Cabaraquara com o acesso a Matinhos.

Na margem sul está prevista uma rótula alongada para ligação do bairro Caieiras, correção de nível da pista de rolamento e adequação de curva, além de implantação de uma alça de acesso à Rua Nossa Senhora de Lourdes. Ao todo, entre ponte e vias de acesso, a extensão da obra chega a 3,07 quilômetros.

O prazo total estimado para execução é de 32 meses, sendo dois para obtenção de licença ambiental, seis meses para elaboração de projetos e 24 para os serviços da obra. O valor da obra definido na licitação é de R$ 386.939.000,00, valor da proposta do consórcio formado pelas empresas OECI S.A. (São Paulo), Carioca Christian-Nielsen Engenharia S.A. (do Rio de Janeiro) e Goetze Lobato Engenharia S.A. (de Curitiba).

Leia também
Comentários
Carregando...