Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Projeto fortalece o turismo no Paraná com a criação de novos produtos

Em Medianeira, café colonial em meio a natureza atrai turistas que buscam novas experiências. Foto: Divulgação.

De olho em todo o potencial turístico paranaense e nas belezas que o Paraná traz, o Sebrae/PR iniciou a implantação do projeto Rede de Agentes de Roteiros Turísticos. A iniciativa faz parte do fortalecimento das estratégias de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) que visa ações com base em tecnologia, governança, experiência do turista e sustentabilidade.

Ao todo, o projeto contempla 15 cidades do Paraná, que passam pelo processo de diagnóstico do ambiente e também com uma jornada de atendimento às empresas, com mentorias e workshops voltados à orientação e formatação de produtos turísticos de experiência. A implantação da Rede de Agentes, acontece em parceria com a Paraná Turismo e com o apoio das entidades do Conselho Paranaense de Turismo (Cepatur).

De acordo com Patricia Albanez, coordenadora estadual de turismo do Sebrae/PR, a intenção é fortalecer o segmento no Estado, ativando um ecossistema de destinos e atrativos.

“Através da criação de novos produtos turísticos, queremos que cada destino seja mais atraente e inovador, oferecendo novas ofertas ao mercado para gerar mais receita com o turismo, fortalecendo a localidade e tornando a experiência do turista única”, afirma Patricia.

A jornada de formação de produtos turísticos é feita em etapas. Na primeira, o foco é na qualificação e análise do comportamento do empreendedor. Na sequência, vem uma oficina de imersão para conhecer a história do município, vivenciar a prática do turismo e, então, os aspectos da comercialização, mercado e distribuição até a formatação final do produto, com mentoria, testagem e validação das experiências.

Neste processo, foram atendidas 248 empresas em todo o Paraná, sendo que cem tiveram seus produtos validados. Foram mais de 80 experiências turísticas criadas que serão lançadas durante o Festival de Turismo das Cataratas, que acontece de 30 de novembro a 02 de dezembro, em Foz do Iguaçu. Esses produtos já estão precificados e a maior parte já está inclusive disponível no mercado, sendo divulgados também em plataformas on-line.

Marcel, do projeto Barro das Conchas, está em fase final de preparação para receber os turistas. Foto: Divulgação.

Gastronomia

Em Antonina, no litoral do Paraná, o ceramista Marcel Fernandes, iniciou o projeto “Barro das Conchas”. Ele conta que a validação da experiência está em fase final para receber os turistas.

“Vamos oferecer um passeio de catamarã visitando regiões que foram ocupadas por povos sambaquis, comunidades que habitaram o litoral paranaense há cerca de 10 mil anos. Após o retorno, serviremos uma quiche de camarão, cupcake de banana e café coado. Para finalizar, eles terão a oportunidade de criar uma peça de cerâmica com a nossa argila local”, conta o empreendedor.

Segundo Marcel, o projeto, que já circula nas redes sociais, despertou o interesse de turistas.

“Minha intenção é começar em janeiro de 2023. Como algumas pessoas ficaram sabendo, já tenho recebido pedidos de reservas para grupos”, comenta.

Pinturas em paredes do Hostel retratam pontos turísticos da capital. Foto: Divulgação.

Cultura

Marina Brehm, do Curitiba Casa Hostel, na capital, está apostando no visual para promover uma imersão cultural.

“Nós decoramos os quartos com imagens de pontos turísticos de Curitiba e com um QR Code, que conta um pouco sobre a história de cada local. Trouxemos ainda informações sobre bares, restaurantes e outros atrativos da capital”, explica.

Ela acredita que experiências como essa tornam as viagens ainda mais especiais para os turistas.

“É uma forma de imersão na nossa cultura, com atrativos turísticos de que nunca ouviram falar. Acaba fazendo com que eles fiquem até uns dias a mais conosco”, destaca.

Natureza

Em Medianeira, no Sítio da Marlene, a experiência oferecida ao turista une natureza e gastronomia.

“No Sítio, o café colonial tradicional é servido em meio a natureza, nos deques, com açudes e rios próximos. Como tudo é oferecido em um local diferente, isso gera uma curiosidade grande. As fotos, às vezes, chamam mais a atenção que o café”, detalha Daiane Amorim Ferreira, sócia do empreendimento.

“Tivemos ajuda e recebemos dicas para aprimorar ainda mais o nosso negócio, como a colocação de placas indicativas que tornou mais acessível a chegada dos turistas até aqui”, conclui

Municípios contemplados

As ações acontecem nas cidades de Curitiba, Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Umuarama, Pato Branco, Foz do Iguaçu, União da Vitória, Londrina, Jacarezinho, Apucarana, Morretes, Antonina, São José dos Pinhais e Lapa.

Fonte: Agência Sebrae

Leia também
Comentários
Carregando...