Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Novo boletim mostra Litoral com 17 pontos impróprios ao banho

Coleta de amostra no mar | Foto: Leonardo Sguarezi/Secom

O quinto boletim de balneabilidade da temporada de verão aponta que o Litoral tem agora 17 locais impróprios ao banho, três a mais que na semana passada. As praias da Costa Oeste, no Lago Itaipu, e Norte, no rio Paranapanema, foram todas aprovadas na análise de contaminação mostradas pelo Boletim de Balneabilidade do Instituto Água e Terra.

De acordo com o relatório, dos 76 locais monitorados, entre Litoral e regiões Oeste e Norte, 59 receberam a bandeira azul, indicando a boa qualidade da água. Destes, 10 pontos são sempre considerados impróprios por serem foz de rios e canais que desembocam nas praias do Litoral. Em relação ao boletim da semana passada, 3 áreas da Ilha do Mel que estavam aprovadas passaram a ser consideradas impróprias.

Locais impróprios
Ilha do Mel, em Paranaguá (3): Pontinha (em frente ao módulo policial), Direita do trapiche e Mar de Fora, todas na Praia de Encantadas.
Morretes (3): Largo Lamenha Lins e Porto de Cima, no rio Nhundiaquara, e Ponte da Estrada da Anhaia, no rio Marumbi.
Antonina (1): Ponta da Pita.
Guaratuba (7): rio Brejatuba (Praia das Canoas), galeria da rua Marechal Deodoro, canal da rua Clevelândia, canal do Camping Municipal (Brejatuba), rio das Pedras, rio do Tenente (Nereidas) e rio Saí-Guaçu (Barra do Saí).
Matinhos (2): rio Matinhos e canal Caiobá.
Pontal do Paraná (1): rio Olho D’água.

O boletim de balneabilidade, divulgado pelo IAT toda sexta-feira, alerta a população sobre os locais que podem causar problemas de saúde quando em contato com a água, pela transmissão de bactérias, vírus, como dermatite, diarreia, problemas respiratórios, entre outros.

São locais onde a análise laboratorial identificou a presença da bactéria Escherichia coli, presente em fezes de animais e humanos. O monitoramento começou na semana do Natal e vai até o fim da temporada, no carnaval.

“Essa pesquisa é importante por tornar público as águas que carregam diversos vírus e bactérias prejudiciais à saúde. Pessoas com imunidade mais sensível, como idosos e crianças, podem perder todo o verão ao contrair doenças nesses pontos impróprios”, afirmou a bióloga do laboratório de microbiologia do IAT em Curitiba, Beatriz Silveira. Ela é uma das responsáveis por mapear a qualidade da água de todo o litoral do Estado.

A análise das amostras de água é feita no laboratório do órgão ambiental, de acordo com a Resolução Conama nº 274/2000, e os resultados são divulgados semanalmente. Ao longo desta temporada do Verão Maior Paraná serão emitidos nove boletins, até o dia 17 de fevereiro de 2023, na semana do carnaval.

Leia também
Comentários
Carregando...