Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Travessia de Guaratuba retorna com participação diversificada

Foto: Gilson Abreu/AEN

O público lotou a praia na manhã deste domingo (22) para acompanhar a tradicional travessia a nado de Guaratuba. Realizado após um hiato de 12 anos, o evento teve a participação de um público diverso, incluindo crianças e pessoas com deficiência.

A largada foi dada às 8h em frente ao Hotel Vila Real. Com um número recorde de inscritos, a competição contou com cerca de 300 atletas da comunidade e 50 do Corpo de Bombeiros. Os participantes competiram em diversas categorias, dos 12 aos 80 anos, divididas em três provas: 1500m, 750m e 400m.

Lidiana Cornélio Silva, educadora física, estava na quinta competição de águas abertas e pela primeira vez participou do desafio em Guaratuba, na categoria de 1500m. Segundo ela, o mar é imprevisível, mas ela estava confiante, já que se preparou com antecedência.

“Me preparei desde o começo do ano para fazer uma boa prova. O mar é sempre diferente. Mas a gente participa para superar os desafios”, disse.

Anderson Rosso de Moura também nadou os 1.500m, mas na categoria de pessoas com deficiência. Ele tem paralisia do lado direito do corpo, o que não o impediu de competir. “Essa é a minha primeira vez aqui em Guaratuba. Faz dez anos que eu treino. Pra mim é uma experiência incrível”, afirmou.

O pequeno Erik de Albuquerque Maranhão Galvão, de apenas 11 anos, treinou muito para a sua primeira competição. “Estava um pouco nervoso e ansioso”, disse. O pai não escondeu o orgulho em ver o filho competindo. “Acompanhamos ele com muita expectativa. Ele treina muito”, completou.

RETOMADA – A ação faz parte do calendário de competições esportivas dos Jogos de Aventura e Natureza inseridos no Verão Maior Paraná, organizados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Esporte. Para se inscrever, cada atleta doou 2kg de alimentos, que foram doados para a Prefeitura de Guaratuba e receberão o destino mais adequado.

Para o secretário estadual do Esporte, Hélio Wirbiski, a retomada foi um acontecimento importante para a economia do litoral paranaense. “O esporte é indutor do turismo. Nós temos 30 eventos desse porte no Litoral durante toda a temporada. A ideia é atrair atletas com suas famílias para que além de praticar esportes, a gente consiga criar um círculo virtuoso da economia”, destacou.

O coordenador geral dos Jogos de Aventura e Natureza, Marcos Schemberg, explicou ao Correio do Litoral que o Governo do Estado, através da Secretaria de Esporte, entrou com toda a infraestrutura e logística para realizar a prova, realizada pela primeira vez em 1987 e que ficou 12 anos sem acontecer. Schemberg também destacou o apoio do município.

Segundo Jackson Douglas Almeida, também da coordenação dos Jogos, a prova terá novas etapas ao longo do ano. “É uma prova de águas abertas, mas mantemos o nome por conta da tradição. Ainda teremos duas etapas dentro do calendário: uma no meio do ano, no Festival de Inverno, e outra em outubro em Angra Doce”, disse.

Foto: Leonardo Sguarezi/Secom

BOMBEIROS – Cerca de 50 integrantes do Corpo de Bombeiros participaram da travessia. A maior parte competiu na categoria de 1500m, enquanto alguns participaram do percurso de 750m.

Segundo Jackson, a participação da corporação é importante em toda a programação do Verão Maior Paraná. “É uma prova importante para os bombeiros porque eles fazem a prática diária. E nós agradecemos a participação deles, tanto pela segurança na prova, mas como em todo o auxílio ao longo da temporada”, enfatizou.

Leandro de Souza Graça, de 33 anos, disse que sente orgulho em representar o Corpo de Bombeiros em competições. Ele atua na corporação há dez anos. “Sempre represento o Corpo de Bombeiros do Paraná em todas as competições possíveis. É um grande orgulho. E funciona como um treinamento pra nós”, arrematou.

Praias de Matinhos e Pontal lotam durante shows de Leonardo e da dupla Bruno & Barretto

VERÃO MAIOR PARANÁ – O Verão Maior Paraná tem ações voltadas aos veranistas e à comunidade local, com atividades esportivas e de lazer, aulas de ginástica, dança, caminhadas, recreação infantil, torneios e eventos esportivos, além de uma série de outras práticas relacionadas ao entretenimento. As ações acontecem nos municípios do Litoral, além de Porto Rico e São Pedro do Paraná, no Noroeste do Paraná.

Leia também
Comentários
Carregando...