Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Choveu “um mês” neste final de semana nas praias

Ilustração: Simepar
Ilustração: Simepar

Todo mundo já esperava um dezembro chuvoso no Litoral do Paraná, mas nada que se compare ao que aconteceu nas praias neste final de semana.

Em setembro, os meteorologistas já informavam que uma primavera chuvosa, principalmente em dezembro, com precipitação entre 190 e 280mm no mês todo. A previsão para o verão, divulgada pelo Instituto Simepar na semana passada, já atualizou os dados, e apontava que poderia chover até 350mm.

Pois choveu perto disto em apenas 36 horas – as chuvas mais intensas começaram depois das 17h de sábado. Às 5h da manhã desta segunda-feira (21), o volume acumulado de chuvas chegou a 319mm em Pontal do Paraná, 289mm na margem norte da baía de Guaratuba, 207 no Centro de Guaratuba, e 286mm no Centro de Matinhos. As informações são do Simepar.

O resultado foi alagamento generalizado. Nas redes sociais, a população culpou os poderes públicos por falta de obras e manutenção. De fato, o Governo do Paraná vem reduzindo há quatro temporadas os serviços de drenagem de rios e canais. No bairro Coroados, a Prefeitura de Guaratuba aguarda desde junho autorização do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) para fazer dragagem de canais e do rio da Praia. Mas, mesmo que as dragagens e limpezas fossem mantidos regularmente, eles não superariam as condições naturais, sobretudo o relevo e o volume de chuvas, das praias do Paraná.

Os canais de drenagem foram construídos a partir da década de 1970 próximos ao mar em toda a região e foram o que permitiu a criação de loteamentos onde eram áreas alagáveis ou de restinga. Boa parte dos balneários ficam em antigos mangues ou terrenos alagáveis cortados por rios e riachos.

A função dos canais nunca foi escoar água da chuva, sim drenar os terrenos após as chuvas. Nunca tiveram a função de escoar a chuva, devido ao nível baixo dos terrenos em relação ao mar. Além disto, foram feitos em uma época em que a ocupação e a impermeabilização do solo era bem menor do que agora.

A situação pode ter uma pequena melhora nos próximos dias. De acordo com o Simepar, a partir de terça-feira, as chuvas podem acontecer a qualquer hora do dia, mas com menos intensidade. Serão as “pancadas de verão”. As temperaturas também voltam a subir e passam dos 30 ºC até o Natal.

Para o Verão, a previsão é de chuvas um pouco acima da média dos últimos anos e, se isto se confirmar, temperaturas um pouco abaixo. Veja o resumo no quadro abaixo e a previsão completa no link ao lado: Verão 2016 – Simepar

Previsão do Simepar
Previsão do Simepar

 

Leia também
Comentários
Carregando...