Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Sanepar promete estudos para esgoto e passarela de Caieiras

A prefeita Evani Justus reforçou em público, diante do governador Beto Richa, o pedido à Sanepar de construção de uma rede de esgoto em Caieiras.

A reivindicação foi feita durante a inauguração das obras de ampliação das redes de esgoto e abastecimento da Sanepar, nesta sexta-feira (29).

Além de inaugurar as estações elevatórias do Coroados e da Barra do Saí, o governador assinou o termo de compromisso para para levar a rede de esgoto aos 310 imóveis que faltam ser atendidos na região. Parte dos recursos das obras da Sanepar – R$ 12 milhões nestas últimas etapas – são do governo federal, conforme destacou o superintendente da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Cesar Seleme, presente à solenidade. O termo de compromisso também foi assinado pela prefeita, pelo presidente da Câmara de Vereadores, Mordecai de Oliveira, pelo presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, e pelo deputado estadual Nelson Justus.

Segundo o governador, com a conclusão das obras, Guaratuba alcançará um índice de 92% de esgoto tratado na área urbana. Chegar a 100% é a meta da prefeita e de outros líderes políticos.

Vereadores reforçaram pedido

Evani já havia pedido uma resposta de Chaowiche sobre a implantação da rede no balneário Caieiras no início de janeiro, quando ele esteve em Guaratuba para inauguração da Arena RIC. Em seguida, os vereadores encaminharam um ofício à Sanepar reforçando a importância da obra e ao deputado Nelson Justus para oficializar a reivindicação.

Chaowiche convidou os vereadores a aprofundarem o assunto com técnicos da empresa. No dia 22, uma comitiva formada pelos vereadores Oliveira, Sergio Braga, Fabio Chaves, Laudi Santi e Juarez Temóteo esteve na Sanepar.

No final da reunião, o presidente da Sanepar determinou a realização dos novos estudos para implantação de rede solicitada.

Na conversa ficou reforçada a alternativa de levar a rede através das Pedras de Caieiras e sobre ela construir uma passarela. A proposta é reconhecida pelos técnicos como mais barata que levar a tubulação através das estradas de acesso. Além da economia, a passarela seria uma compensação pelo impacto na orla e ainda de uma forma de proteger a rede e evitar acidentes.

As Pedras de Caieiras são acessadas por turistas e moradores em determinadas condições de maré. Com a construção da passarela, o acesso será permanente e mais um importante atrativo turístico em Guaratuba. A ideia vem sendo defendida há anos pelo vereador Sergio Braga e foi encampada pelos demais.

O presidente da Câmara destacou o grande avanço da Sanepar em Guaratuba, que há alguns anos tinha 52% de esgoto tratado, e disse que falta pouco para atender toda a população. “A obra já chegou ao Coroados e está na Barra do Saí. Vai ficar faltando Caieiras e Prainha, que também estão na área urbana. Junto com a prefeita Evani e o deputado Nelson Justus vamos continuar lutando para que estas duas comunidades também sejam atendidas”, afirmou Oliveira.

Presenças – Também participaram da solenidade de inauguração das obras o vice-prefeito de Guaratuba, Vandir Esmaniotto, os vereadores Sergio Braga, Fabio Chaves, Laudi Tato e Almir Troyner, os secretários municipais de Guaratuba, a secretária de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, o deputado federal Toninho Wandscheer, o prefeito de Paranaguá, Edison Kersten, e o vice-prefeito de Antonina, Wilson Clio de Almeida.

Paranaguá pode trocar CAB Águas de Paranaguá pela Sanepar

A presença do prefeito Edison Kersten no evento mostra que estão avançando as negociações para a Sanepar assumir o sistema de água e esgoto da cidade.

Paranaguá tem uma empresa própria, a Companhia de Água e Esgoto de Paranaguá (Cagepar), mas o serviço e feito hoje por uma subconcessionária privada, a CAB Águas de Paranaguá. Nesta sexta-feira (29), Kersten anunciou que pretende rescindir o contrato.

Recentemente foram realizados dois leilões judiciais para venda de concessões ligados ao Grupo Galvão que comanda a CAB e está com risco de falência, incluindo outras cidades. Em ambas as tentativas de venda não houve interessados. Por conta disso é que o prefeito Edison decidiu iniciar tratativas para que outra empresa seja contratada.

“Estamos analisando as alternativas, dentre as quais estão a Sanepar, que é uma empresa que atende a 345 dos 399 cidades do Paraná, num total de mais de 10 milhões de pessoas”, disse o prefeito.

Antonina – A presença do vice-prefeito Wilson Clio também pode significar uma investida da Sanepar no Litoral. Antonina é a outra única cidade da região que não é atendida pela empresa estatal estadual, ela possui uma empresa própria, a Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Antonina).

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...
error: Content is protected !!