Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Saiba como participar do mutirão contra a dengue

O trajeto da força-tarefa no Cohapar
O trajeto da força-tarefa no Cohapar

A Prefeitura de Guaratuba realiza, na tarde desta sexta-feira (6), uma força-tarefa contra dengue no bairro Cohapar. A participação da comunidade pode transformar a ação em um mutirão.

A força-tarefa é composta por equipes das secretarias de Saúde e de Obras, com participação de funcionários de outros setores. Máquinas, caminhões e pessoal vão percorrer as ruas do bairro para orientar os moradores sobre como evitar a proliferação do mosquito da dengue, fazer demonstrações práticas, remover água acumulada e lixos.

A população pode ajudar separando lixos, móveis e utensílios inservíveis para serem recolhidos. Também podem participar informando seus vizinhos e ajudando a recolher objetos jogados em terrenos baldios. Cada cidadão pode fazer o trabalho em sua rua e esperar as equipes da prefeitura.

Quem quiser percorrer todo o bairro pode se reunir, a partir das 13h30, no ponto de encontro, que será na esquina das ruas Menelau Torres e Marechal Deodoro, em frente à Associação Baía Azul. De lá vão partir as equipes.

A força-tarefa atuará no quadrante das ruas Monsenhor Lamartine e Otaviano Henrique de Carvalho; e entre Joaquim Menelau Torres e Marechal Deodoro.

Fora de risco, mas atenção continua

O Município de Guaratuba continua longe da situação grave que atinge boa parte do Litoral do Paraná. Apesar disto, a Secretaria Municipal de Saúde mantém suas equipes em alerta e insiste que a população deve manter os procedimentos contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

O último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado na terça-feira (3) mostra que não houve novos casos em comparação com a semana anterior. De acordo com Sesa, são sete casos da doença contraídos na cidade (autóctones). A Secretaria Municipal de Saúde acrescenta que houve 11 casos importados (contraídos em outras cidades) e ainda 13 de pessoas em trânsito, a maioria turistas, que fizeram exame em Guaratuba.

Na última semana, também não houve novos casos de contaminação por zica vírus – são cinco casos autóctones – e de febre chikungunya – nenhum caso. Nas estatísticas da Sesa aparece um caso importado de zica vírus e outro de chikungunya, ambos importados. De acordo com a Secretaria Municipal tratam-se de erros da Sesa, pois estes dois casos confirmados são de pessoas em trânsito.

Leia também
Comentários
Carregando...