Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Baixe aplicativo e acompanhe condições do mar e tempo nas praias

Clique aqui para baixar (Android)

O aplicativo mobile do Corpo de Bombeiros do Paraná transmitirá informações sobre a condição do mar, balneabilidade da água, telefones de emergência e avisos meteorológicos.

O aplicativo foi desenvolvido em parceria com o Laboratório de Programas de Tecnologia da Informação da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Foram quatro meses de trabalho sob a coordenação dos professores Christian Mendes e Leandro Batista de Almeida. O Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que divulga semanalmente os boletins de balneabilidade, o Simepar e a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, responsáveis pelos alertas meteorológicos, também são parceiros dos projetos.

A princípio, a plataforma está voltada para as ações do Verão Paraná, mas a ideia é aperfeiçoar o aplicativo para que ele seja utilizado nas demais regiões do Estado o ano todo.

Segundo o Capitão Romero Nunes da Silva Filho, da Defesa Civil no Litoral, as unidades do Corpo de Bombeiros estarão conectadas ao aplicativo e adotarão medidas preventivas sempre que receberem os alertas.

Os banhistas poderão acessar o aplicativo, que já está disponível para o sistema Android e em fase de finalização para iOS.

Veja aqui ou procure Bombeiros Paraná – Verão, no Play Store (Google Play): https://play.google.com/store/apps/details?id=br.edu.utfpr.ct.lapti.bombeirosandroid

Para emitir os alertas, os meteorologistas do Simepar farão uso do Sipper – Sistema de Previsão Probabilística de Eventos de Raios, capaz de prever com uma hora de antecedência o comportamento de uma tempestade de raios rastreando-a por até três horas. Também serão utilizadas estações meteorológicas de superfície, radares e satélites. Para tanto, o Litoral estará dividido em três áreas de monitoramento: sul, norte e Ponta da Pita.

Dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) indicam que 1.790 pessoas morreram vítimas de raios no Brasil nos últimos 15 anos – uma média de 120 mortes anuais. No Paraná, ocorreram 90 mortes no mesmo período – uma média de seis por ano.

O Paraná registra média anual de incidência de cinco descargas nuvem-solo por quilômetro quadrado, o que corresponde a cerca de um raio por quilômetro quadrado por mês durante o verão. Segundo Alvim Leite, em média 43% das descargas ocorrem no verão e a metade delas em locais a descoberto, o que torna a praia local de alta periculosidade sob tempestade com raios, considerando a grande afluência de pessoas ao Litoral com atividades ao ar livre nesta estação.

Com informações da ANPr

Leia também
Receba nossa notícias em seu e-mail.
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...