Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

O nosso amigo Mariozinho Lobo

Mário Marcondes Lobo Filho, morreu na segunda-feira (11), deixando saudades e lembranças em muitos amigos, entre eles a cronista do Correio do Litoral, Claudia Wasilewski. No dia, ela não conseguiu escrever a respeito do assunto porque estava muito triste, mas combinou com a Redação do Correio que faria um texto dentro de alguns dias. O resultado está aqui e reúne lembranças de dois outros amigos de Mariozinho: Carlos Augusto Costa e Gustavo Fruet.

Primavera, a tímida

A primavera parece aquela amiga tímida. Nós a levamos na festa, fica num cantinho e só no final desanda a falar. A estação mais linda do ano começou dia 22 de setembro, já se passaram quase 20 dias e nada. Cadê? Dois dias de sol e duas semanas de chuva. Está difícil suportar.

Ambulantes e bugigangas

ito bacana ler sobre as regras de alvarás para ambulantes. A priorização é para moradores do litoral. É importante demais essa geração de emprego, mesmo que informal, para dar um alívio nas contas da população. As temporadas, com exceção da pandemia, sempre deram um bom moviment

Lembranças

Lembranças boas, para mim, são gatilhos para muitas saudades. Infelizmente, o uso da palavra lembrancinha para designar presentes pequenos ou baratos, tirou a imponência que ela merece. Aproveitando o assunto, presente é presente. Se a pessoa fez ou comprou, tanto faz. O importante é que pensou em você.

Cambira & Banana da terra & Pirão & Arroz

Fico encantada com camisetas temáticas. São engraçadas e ao mesmo tempo demonstram o orgulho regional. Fiz uma pesquisa rápida, no Google, com as palavras “camiseta torresmo”. Gente, dá para perder um tempo e dar boas risadas. Os Mineiros estão no topo desse orgulho.

Inconvivível

Como pude viver, por 5 décadas, sem conhecer a palavra inconvivível? Vivendo e aprendendo. Chamava pessoas difíceis de intratáveis e minha mãe as chamava de incomodativas. Não estávamos erradas, mas inconvivível engloba tudo isso e podemos usar em situações.

Leal ou fiel

O que é mais importante, a lealdade ou a fidelidade? Há tempos que penso sobre este assunto. A diferença fundamental é que a fidelidade é baseada em convenções e a lealdade vem de sentimentos. Sou fiel e não vou trair porque jurei. O que as pessoas vão pensar? Como vou me explicar? Sou leal, então pode acontecer qualquer coisa ilegal ou imoral e me manterei ao lado da pessoa. Porque não interessa o julgamento, mas a minha consciência.

Resgate na Praia Brava

Quinta-feira, eu e meu marido estávamos começando almoçar, quando ouvimos gritos de socorro, vindos da Praia Brava de Caiobá. Meu marido desceu imediatamente e emprestou duas pranchas, na portaria do edifício. Fiquei batendo duas tampas de panela para chamar atenção. Dois trabalhadores de uma obra entraram no mar. Logo em seguida, meu marido chegou com as pranchas. Foi um filme de terror, os rapazes nadavam no mar agitado, meu marido em cima de uma prancha e a outra solta batia nele sem parar.

Pessoas não são números

Queria escrever sobre o cheiro do mar, sobre o som da noite, sobre uma das 3 melhores ostras do mundo e que está no Cabaraquara. Como eu queria, mas morreram mais de 574 mil pessoas na pandemia do Covid.

Perguntadores Compulsivos

As crianças nos colocam na parede todo o tempo buscando respostas que nos deixam com a sensação de nunca termos pensado naqueles assuntos antes.
error: Conteúdo protegido!