Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná
Navegando pela Categoria

Carta da Mata

Caminhar vendo flores

Carta 204. Sem lenço sem documento Como é prazeroso caminhar sem rumo pelos bairros bem arborizados das cidades. Ainda mais na estação fria: é muito bom de andar sem suar, sem lenço. A peculiaridade do inverno é que em cada passeio se encontre alguma espécie adicional abrindo as primeiras flores da nova temporada.

João Jardineiro buscando jardim

Ao entrar na adolescência e iniciar a vida de naturalista amador, recebi do meu irmão mais velho, Herman, um novo apelido. Ele então começou a me chamar de “Hendrik Jan de Tuinman”. O equivalente disso em português é “João Jardineiro”.

Conto das fadas

Na carta “Jardim linda em Antonina e sua jardineira”,(a) descrevi o recanto selvagem da Dona Mariche, naquela época (abril de 2015) o espaço mais encantador da zona urbana de Antonina.(b) Quando, em setembro de 2016, os herdeiros do jardim fizeram uma “limpeza”, as fadas do recanto levantaram voo em busca de outra moradia.

Floradas de bambu para Daniel Conrade

Caros amigos,Há cinco anos distribuí uma carta com o título “Florada de um bambu exótico”. Devido ao grande interesse que existe para bambus e a sua importância ecológica, decidi expandir aquela carta, acrescentando dados sobre as outras espécies encontradas no litoral paranaense. O resultado é a carta “Floradas de bambu”.

Cartas da Mata Atlântica: o Livro

Caros amigos,É com grande satisfação que estou lhes escrevendo, pois terminei a edição final do livro ”Cartas da Mata Atlântica: uma estória natural do litoral norte do Paraná”.

A última Carta da Mata

Com esta, encerro a minha série “Cartas da Mata Atlântica”, iniciada no início de outubro de 2005.