Correio do Litoral
Notícias do Litoral do Paraná

Nova petição pública para integração dos ônibus no Litoral

oceanica-google-nov2013Uma petição pública foi lançada na internet para pedir integração e tarifa justa nos ônibus metropolitanos entre Pontal do Paraná, Matinhos, Paranaguá e Guaratuba.

No início da manhã desta segunda-feira (30) havia 30 assinaturas no documento que pode ser acessado no endereço: http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR72936

A petição é dirigida ao governo federal e às prefeituras dos quatro municípios, não ao Governo do Paraná. As reclamações, no entanto, se referem à concessionária do transporte metropolitano Viação Graciosa, cujo concedente é o governo estadual.

As principais reclamações dizem respeito aos moradores de Pontal do Paraná e de Matinhos, atendidos também pela empresa Oceânica Sul. De acordo com a petição, o objetivo “é entrar em consenso” com as empresas, Graciosa e Oceânica Sul, “em decorrência dos abusos ocorridos na cobrança da tarifa de R$ 4,70 (Graciosa) e R$ 4,80 (Oceânica Sul, sendo R$ 2,40 de Pontal a Monções e mais 2,40 de Monções a Matinhos).

Os autores da petição também reclamam da falta de pontos cobertos e de um terminal para os passageiros que têm de trocar de ônibus para irem de um município ao outro (Pontal e Matinhos).

Leia trechos da petição (editados):

“O que tem acontecido aqui em Pontal do Paraná é que as empresas Graciosa e Oceânica Sul, estão em uma disputa por território. Por um período a Graciosa deixou sua passagem R$ 2,00, e seus horários eram 15 minutos antes da outra empresa, ultrapassavam em velocidade para quem conseguiria mais passageiros.

A Oceânica deixou de fornecer horários e passou a passar mais cedo ainda sem avisar a população que acabava ficando no ponto. Em juízo, a Graciosa perdeu e teve que voltar a sua passagem normal R$ 4,50, deixando apenas os de horário de pico, tirando do fim de semana, não tem o interpraias e agora, sem aviso nenhum, nos ônibus fez o aumento para R$ 4,70.

A Oceânica perdeu a integração pois não tem licença para passar os municípios de Pontal e Matinhos. Desembarcamos no marco zero e pagamos outra passagem de R$ 2,50 para continuar a viagem. O local é a beira do asfalto sem cobertura, temos que caminhar minimamente para atravessar o marco zero para que o ônibus não seja multado, mas não tem cobertura nenhuma, o motorista não abre as portas para os idosos sentarem.”

A petição ainda informa que os usuários esperam até 2 horas para fazer a baldeação entre as duas cidades. Aos sábados e domingos chegam a ficar 3 horas esperando.

Abaixo-assinado – O site Petição Pública também tem outro abaixo-assinado “Contra o Serviço de Transporte Coletivo Intermunicipal no Litoral do Paraná”, desta vez dirigido à Justiça da Comarca de Pontal do Paraná, este com 320 assinaturas na manhã desta segunda-feira: http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=P2013N40780

Leia também
Comentários
Carregando...